Com favoritismo do lado do Flamengo, Alisson pede "mais respeito" ao Grêmio
capa

Com favoritismo do lado do Flamengo, Alisson pede "mais respeito" ao Grêmio

Meia elogiou adversário, mas ressaltou qualidades do Tricolor, que chega pela terceira vez seguida à semifinal da Libertadores

Por
Correio do Povo

Alisson deve ser titular nesta quarta, em jogo decisivo da semifinal da Libertadores, contra o Flamengo

publicidade

O meia Alisson e o lateral Bruno Cortez concederam entrevista coletiva na tarde desta segunda-feira, no CT do Fluminense, após mais uma atividade no Rio de Janeiro, na semana considerada a mais importante do ano para o Grêmio. Na quarta-feira, às 21h30min, o Tricolor encara o Flamengo, pelo jogo de volta da semifinal da Libertadores, no Maracanã.

Em sua fala, o meia do Tricolor reconheceu a qualidade do Flamengo, mas pediu "mais respeito às pessoas de fora" em relação ao Grêmio. "A gente entende que cada um tem a sua opinião, mas ouvimos que o Flamengo já está na final, já está no Mundial. Temos que manter os pés no chão, respeitando todo mundo. Vamos demonstrar pra nós mesmos que temos capacidade", pediu.

Ambos os jogadores despistaram sobre a possibilidade ou não de Luan e Jean Pyerre estarem em campo nesta quarta-feira. Enquanto o primeiro sequer deixou o hotel nesta segunda-feira, o segundo não treinou com bola no CT do Fluminense. Cortez minimizou as possíveis ausências. "Se não der pra jogar, quem entrar vai dar conta do recado. Vamos aguardar pra ver", ponderou.

Cortez não poupou elogios ao adversário na semifinal. Citou as dificuldades impostas pelo Flamengo em Porto Alegre, especialmente no primeiro tempo, e destacou que a preocupação não está em um ou dois jogadores, mas sim com o coletivo. "O Flamengo é muito qualificado. É um jogo dificil, mas importantíssimo. É o líder do Campeonato Brasileiro, mas é outra competição. Quem estiver mais preparado vai ser com o bom resultado", analisou.

No entanto, Alisson pediu a valorização dos méritos do que tem sido feito pelo Grêmio, por Renato, pelo grupo e pela comissão técnica, ao chegar pela terceira vez consecutiva a uma semifinal de Libertadores. "Estamos preparados para conseguir colocar em prática nosso bom futebol e conseguir mais uma classificação para a final. Ano passado [contra o River Plate] não conseguimos a classificação, mas aprendemos muito", frisou.

Quem vencer no Maracanã nesta quarta-feira fica com a vaga à final da Libertadores, marcada para o dia 23 de novembro, em Santiago, no Chile. Em caso de repetição do placar de Porto Alegre em 1 a 1, a decisão será nos pênaltis. Em caso de empate acima de dois gols, a vaga fica com o Grêmio. Um 0 a 0 dá a classificação aos cariocas.