Denis Abrahão não "joga a toalha", mas vê "apatia" dos jogadores do Grêmio

Denis Abrahão não "joga a toalha", mas vê "apatia" dos jogadores do Grêmio

Vice de futebol garantiu que trabalho de motivação e preparação especial foi feito, mas sem surtir efeito esperado

Correio do Povo

Tricolor sofreu dois gols no começo e não conseguiu se recuperar

publicidade

O Grêmio sucumbiu na Fonte Nova e foi amplamente superado pelo Bahia, nesta sexta-feira, por 3 a 1. Depois do jogo, o vice-presidente de futebol, Denis Abrahão, frisou que "não joga a toalha", mas disse estar surpreso que o grupo de jogadores mostrou "apatia" em campo ao longo de toda a partida.

"Muito triste. Estou chateado. Não joguei a toalha, pois temos três jogos e vamos disputar os três jogos como requer a grandeza do Grêmio", analisou o dirigente. "Vamos querer saber o motivo dessa apatia que não condiz com o histórico do clube. Perder faz parte do espetaculo, com essa apatia? Não", garantiu.

Veja Também

O vice-presidente projetou um exame profundo do que ocorreu para que o resultado não viesse. "Esse não é o Grêmio que nós queremos, que nós idealizamos e que o torcedor ama", definiu. "Não posso dourar a pílula. Não sei o que aconteceu, se faltou comprometimento, vamos analisar item a item e pedir a opinião deles. Temos que saber os motivos", acrescentou.

Ele reforçou que toda uma preparação foi feita exatamente para o confronto com o Bahia. "O que mais me preocupou foi o estado anímico. Nós fizemos um trabalho forte, integrado, com todos o envolvidos. Fizemos de tudo. Vamos ter que buscar forças", afirmou.

O Grêmio volta a campo na próxima quinta-feira, quando enfrenta o São Paulo, às 20h. A partida, na Arena, é válida pela 35ª rodada do Brasileirão.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895