"Eu não vou jogar, tu não vai jogar", diz Cortez sobre marcação em Dudu

"Eu não vou jogar, tu não vai jogar", diz Cortez sobre marcação em Dudu

Lateral comentou conversa com Renato sobre estratégia para barrar ações do atacante do Palmeiras

Por
Correio do Povo

Atacante era uma das armas do Palmeiras


publicidade

O resultado poderia parecer improvável, mas o Grêmio nunca deixou de acreditar na virada para cima do Palmeiras para garantir vaga na semifinal da Copa Libertadores. Contra uma equipe pragmática e o estádio Pacaembu lotado, o Tricolor conquistou seu objetivo e segue na busca pelo tetra da competição. Para conseguir a vitória, muita preparação física, mas também conversas. Após a partida, o lateral Bruno Cortez revelou diálogo com o técnico Renato Portaluppi sobre marcação em cima de Dudu, uma das armas do ataque alviverde. "Ele falou para dar espaço para o Everton, deixar bem a vontade, e colar no Dudu, não dar espaço. Em Porto Alegre eu fui sair e ele aproveitava o meu corredor, passeava, mas dessa vez eu falei pra ele: ‘eu não vou jogar, tu não vai jogar'. Deu certo", comemorou o camisa 12.

Cortez era uma das dúvidas para o jogo de ontem à noite. Ele havia sentido no jogo de ida, mas apresentou condições de jogo e começou como titular. Foi justamente pelo lado direito, nas costas de Cortez, que os paulistas abriram o placar, aos 13 minutos do primeiro tempo. Após jogada pelo setor, o alviverde conseguiu escanteio. Em cobrança de Dudu, Gustavo Gómez cabeceou e Paulo Victor afastou mal, nos pés de Luiz Adriano, que só empurrou para as redes.


O tempo de comemoração após a vitória, contudo, é curto, diz Cortez, que ressalta as outras duas competições em disputa pelo clube. “Agora é poder descansar um pouco que sábado já tem outra batalha. Jogar num time grande é assim, não tem descanso”, comentou. O Tricolor enfrenta o São Paulo, no estádio Morumbi, a partir das 11h, em disputa válida pelo Brasileirão. Por conta disso, nem voltará a Porto Alegre.