Grêmio só empata com o Cuiabá na Arena e segue na zona de rebaixamento

Grêmio só empata com o Cuiabá na Arena e segue na zona de rebaixamento

Tricolor chegou a estar atrás no placar em duas oportunidades, mas Alisson marcou e definiu o 2 a 2

Nicholas Lyra

Grêmio só empata com o Cuiabá e segue no Z4 do Brasileirão

publicidade

Mais uma vez, o Grêmio tinha a chance de deixar a zona de rebaixamento. E, de novo, decepcionou seu torcedor. Esteve atrás no placar em duas oportunidades, mas amenizou o prejuízo. Empatou em 2 a 2 contra o Cuiabá, na Arena, na noite desta quarta-feira. Apesar disso, segue em situação muito delicada. Com o resultado, o Tricolor segue no Z4, com apenas 23 pontos conquistados, na 17ª colocação.

No primeiro tempo, Max abriu o placar para o Cuiabá. Já na etapa final, a partida ficou mais movimentada. Alisson até empatou para o Tricolor, mas Marllon recolocou os visitantes em vantagem. A situação só não foi pior porque, minutos depois, Alisson voltou a recolocar a igualdade no placar, definindo o empate. 

O Grêmio volta a campo no domingo, para mais um confronto direto na briga contra o rebaixamento. Enfrenta o Santos, às 16h, na Vila Belmiro, em jogo válido pela 25ª rodada do Brasileirão.

Veja Também

Primeiro tempo com Cuiabá em vantagem

Muito pressionado para sair da zona de rebaixamento, Felipão fez várias alterações para a partida. A começar pelo gol, com a volta de Brenno na vaga de Chapecó. Na defesa, Kannemann retornou para atuar ao lado de Ruan. No meio, Campaz finalmente começou uma partida, e Ferreira ficou no banco. No comando de ataque, Diego Souza entrou no lugar de Borja, com lesão no ligamento do tornozelo.

Nervoso, o começo de partida do Grêmio não foi bom. O Tricolor assistiu o Cuiabá jogar. Com o visitante mais à vontade, a marcação do Tricolor não encaixou, e os volantes sofreram. Thiago Santos era o mais atrapalhado. Não à toa, atrasado em todos os lances, levou amarelo logo aos 13 minutos de partida.

A primeira finalização do Grêmio aconteceu aos 17 minutos. Diego Souza recebeu a cobrança de lateral, tabelou, fez a parede e devolveu para Campaz. De primeira, o colombiano bateu, levando perigo ao gol defendido por Walter.

E foi pelo lado esquerdo, onde o Cuiabá mais encontrava facilidade, que os visitantes construíram o gol de abertura do placar, com justiça e merecimento. Clayson tocou de letra para Lucas Hernández, que enfiou boa bola em profundidade para Jenison. Ele foi ao fundo e escorou para Max finalizar de primeira e abrir o placar, aos 23 minutos.

Atrás no placar, o Grêmio insistiu em repetir erros dos jogos anteriores, ainda mais claros na derrota por 2 a 1 para o Sport no fim de semana. Rodando a bola de forma inofensiva no campo adversário, se resumia a cruzar bolas em sequência para a área do Cuiabá, todas sem efetividade, neutralizadas com tranquilidade pelo goleiro Walter ou pela defesa adversária.

A melhor chance do Grêmio no primeiro tempo passou por um dos poucos destaques da equipe na etapa inicial. Douglas Costa, que se movimentou e buscou o jogo, recebeu na direita e foi à linha de fundo. Ele escorou para trás, e Diego Souza fez o corta-luz para Alisson finalizar forte. O chute assustou o goleiro Walter, mas não foi suficiente para empatar a partida, e a equipe foi ao intervalo em desvantagem, sob muitas vaias e protestos direcionados ao presidente Romildo Bolzan Jr. 

Segundo tempo movimentado na Arena

Para tentar modificar o cenário e reverter a situação dramática, Felipão fez duas trocas. Sacou o apagado e pouco participativo Diego Souza para a entrada de Churín. Mas, ao mesmo tempo, tirou Campáz, que fez bom primeiro tempo, com movimentação e chance de gol, para a entrada de Ferreira, que chegou a ser vaiado na partida anterior.

Assim, o Grêmio se atirou ao ataque e, logo aos 6 minutos, chegou ao empate. Ferreira, que havia acabado de entrar, fez boa jogada na esquerda para Rafinha. Ele cruzou rasteiro para o contestado Alisson, que chegou a ser alvo de protestos da torcida. Livre, ele bateu de primeira, empatando a partida e desabafando na comemoração.

Com a igualdade no placar, o Grêmio passou a pressionar o Cuiabá e, assim, começou a criar algumas chances. A melhor delas aos 29 minutos, quando Churín desperdiçou uma chance inacreditável. Douglas Costa, de novo aparecendo bem pela direita, foi à linha de fundo, e cruzou no segundo pau. Churín cabeceou e, já sem goleiro, viu a bola sair pela linha de fundo.

O Cuiabá, minutos depois, aproveitando-se da instabilidade, voltou a estar a frente no marcador. Marllon, de cabeça, conseguiu vencer Brenno e colocar os visitantes em vantagem. O prejuízo só não foi maior porque, minutos depois, Alisson marcou mais uma vez e definiu o empate em 2 a 2. No entanto, o resultado não foi suficiente para tirar o Grêmio da incômoda situação da zona de rebaixamento do Brasileirão.

Campeonato Brasileiro - 24ª rodada 

Grêmio 2

Brenno; Vanderson, Ruan, Kannemann e Rafinha; Thiago Santos, Lucas Silva, Alisson, Douglas Costa e Campaz; Diego Souza. Técnico: Luiz Felipe Scolari

Cuiabá 2

Walter; João Lucas, Marllon, Alan Empereur e Lucas Hernandez; Auremir, Camilo, Pepê e Max; Clayson e Jenison. Técnico: Jorginho

Gols: Max (23/1T), Alisson (6, 36/2T), Marllon (33/2T)

Cartões amarelos: Thiago Santos (Grêmio); Alan Empereur (Cuiabá) 

Arbitragem: Wilton Pereira Sampaio (GO)

Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)

Data e hora: 06/10, às 21h30min.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895