Grêmio: Sistema defensivo é o principal problema na campanha no Brasileirão
Correio do povo Logo

Receba as principais notícias do Grêmio no seu WhatsApp

Inscrever-se WhatsApp Logo

Grêmio: Sistema defensivo é o principal problema na campanha no Brasileirão

Tricolor sofreu 53 gols e tem a quarta pior defesa do campeonato

Lucas Mello

publicidade

Na disputa por uma vaga direta para a próxima Libertadores e com chances remotas de título, o Grêmio tem tido no sistema defensivo o seu principal problema ao longo da campanha no Campeonato Brasileiro. Em 35 rodadas, o Tricolor sofreu 53 gols, uma média de 1,5 gols sofridos por jogo, a quarta pior defesa da competição nacional, ficando na frente apenas de América Mineiro (74), Coritiba (69) e Santos (56). Ainda restam três jogos até o final da temporada: Vasco e Goiás, na Arena, e Fluminense, no Maracanã.

Os comandados de Renato Portaluppi foram vazados em todas as 18 partidas como visitante. Na Arena, não sofreram gols em seis oportunidades: nas vitórias sobre Santos (1 a 0), Atlético Mineiro (1 a 0), Cruzeiro (3 a 0), Palmeiras (1 a 0) e Bahia (1 a 0), e empate com o Fortaleza (0 a 0). Para efeito de comparação, o que torna esses dados ainda mais alarmantes, o desempenho defensivo do Grêmio nesta edição do Brasileirão é pior do que no ano em que foi rebaixamento pela última vez. Em 2021, o Tricolor sofreu 51 gols em 38 jogos disputados, tendo média de 1,3 gols sofrido por partida.

Após a goleada para o Atlético Mineiro por 3 a 0, na Arena MRV, Renato falou sobre os 53 gols sofridos pelo Tricolor na competição. Segundo o treinador, a escolha por um time mais ofensivo deixa exposto o sistema defensivo, admitindo a sua predileção característica pela formação de equipes mais vocacionadas ao ataque: “Eu prefiro ter a pior defesa do campeonato se o meu ataque fizer gol”. 

Os números ofensivos, ao contrário dos defensivos, são muito bons e norteiam o Grêmio na tabela do Campeonato Brasileiro, tendo o segundo melhor ataque da competição, atrás apenas do líder Palmeiras. São 57 gols marcados em 35 jogos, uma média de 1,6 gols por partida. Essa discrepância entre defesa e ataque tem um preço e pode estar sendo visto nesta reta final, vendo escorrer ‘entre as mãos’ as chances de disputar o título nacional até o final.

Com pouco tempo para corrigir os problemas defensivos, Renato Portaluppi iniciou ontem à tarde, no CT Presidente Luiz Carvalho, a preparação gremista para enfrentar o Goiás. O volante Villasanti retorna após cumprir suspensão. Em recuperação de lesão muscular, Pepê é dúvida. O confronto diante do Esmeraldino acontece nesta quinta-feira, às 19h, na Arena.


Mais Lidas

Confira a programação de esportes na TV quarta-feira, 21 de fevereiro

Opções incluem eventos de futebol e outras modalidades esportivas em canais abertos e por assinatura



Placar CP desta quarta-feira, 21 de fevereiro: confira jogos e resultados das principais competições de futebol

Acompanhe a atualização das competições estaduais, regionais, nacionais, continentais e internacionais

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895