Grêmio terá meio-campo inédito na Série B contra o CSA

Grêmio terá meio-campo inédito na Série B contra o CSA

Ausências de Villasanti e Thiago Santos forçaram Roger Machado a montar uma nova formação no setor

Mauri Dorneles

Bitello formará o meio-campo do Grêmio diante do CSA

publicidade

O Grêmio chegou bem desfalcado a Maceió, para enfrentar o CSA, amanhã, às 21h30min, no Rei Pelé. O grupo que decolou de Porto Alegre com destino a Alagoas, partiu com três novas baixas, além dos outros quatro que já estavam fora. Rodrigues, Thiago Santos e Villasanti permaneceram em Porto Alegre, no Departamento Médico. A ausência dos dois volantes obrigará Roger Machado a escalar uma formação inédita no meio-campo. Afinal, desde o início da Série B, ele sempre contou com os dois jogadores à disposição para formar dupla com Bitello ou trio com Lucas Silva.

Villasanti apresentou sintomas gripais ontem e também foi submetido a um teste PCR, ainda sem resultado. Por precaução, ficou em isolamento. Já o volante Thiago Santos tem um desconforto no joelho direito, após ter sofrido uma pancada no jogo contra o Sampaio Corrêa. O atleta faz tratamento com a fisioterapia do clube. Das 13 rodadas até aqui, o paraguaio foi titular em dez jogos, e o camisa 5, em outros três. Assim, o treinador deve promover pela primeira vez a escalação do meio com Lucas Silva, na vaga de Villasanti, como dupla com Bitello

Na defesa, Rodrigues, que já havia sido desfalque na última partida, permanece, segundo o clube, com um forte quadro gripal, acompanhado de febre. Apesar dos resultados negativos em dois testes de Covid, o atleta não tem condições de ir a campo. O zagueiro era o mais cotado para assumir a vaga de Kannemann, que tem uma lesão muscular. Assim como no último sábado, Natã deve atuar na zaga pelo lado direito, formando o trio com Geromel e Bruno Alves. 

Veja Também

Há, porém, uma notícia positiva: Roger voltará a contar com um lateral-direito de origem na escalação. Rodrigo Ferreira foi reavaliado pelo Departamento Médico ontem e liberado para a viagem. Assim, ele deve naturalmente assumir a titularidade na ala direita. O jogador não atua desde 16 de maio, quando sentiu a lesão contra o Ituano. No lado esquerdo, resta a dúvida ainda entre Nicolas e Diogo Barbosa. 

Apesar de ter sido novidade na última escalação, e ter a preferência de Roger para o 3-5-2, Diogo deixou o campo no último sábado sob vaias ao ser substituído por Nicolas, que pode retomar a titularidade. Com as mudanças por desfalque e as possíveis por opção, Roger deverá mandar a campo uma equipe com até três mudanças em comparação à que enfrentou o Sampaio Corrêa.


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895