Médicos do Grêmio negam alto índice de lesões e atribuem demora nas recuperações a "complexidade"
capa

Médicos do Grêmio negam alto índice de lesões e atribuem demora nas recuperações a "complexidade"

Departamento Médico também projetou o retorno de Jean Pyerre ainda nesta temporada

Por
Correio do Povo

Departamento Médico do Grêmio concedeu entrevista coletiva na tarde desta sexta-feira


publicidade

Após as polêmicas envolvendo o Departamento Médico do Grêmio, os responsáveis pelo setor concederam entrevista coletiva na tarde desta sexta-feira. O quadro de profissionais do clube passou a ser muito contestado especialmente após a partida contra o Flamengo, na semifinal da Libertadores, ocasião em que a equipe, que poupou atletas em boa parte do Brasileirão, chegou desfalcada, enquanto o rival carioca disputou com o que tinha de melhor.

Os médicos Paulo Rabaldo, Marcio Dornelles e Saul Berdichevski atenderam a imprensa após a atividade desta sexta-feira para dar explicações a respeito do quadro de jogadores lesionados, e apresentar alguns prazos de retorno. Entre eles, o de Jean Pyerre que, segundo a expectativa, deve retornar ainda nesta temporada.

Questionados sobre o alto índice de lesões, os especialistas negaram, e disseram que é compatível com outros clubes e com o alto grau de exigência do esporte. Citaram, ainda, a presença do Grêmio até o mês de outubro em três competições, o que exigiu ainda mais dos jogadores. Atribuíram a demora no retorno a "lesões de complexidade alta e de difícil resolução", mas que estão evoluindo.

Os médicos detalharam, especialmente, os casos de dois dos jogadores mais importantes do Grêmio na temporada. Sobre Jean Pyerre, disseram que trata-se de uma ruptura muscular severa, e que foi feito o possível para contar com o jogador para a partida diante do Flamengo. No entanto, o DM considera que a recuperação ainda está dentro do prazo previsto, com "esperança de que ele retorne ainda antes do fim da temporada".

Já no caso de Luan, os médicos optaram por, mesmo já sabendo da lesão, contar com o atleta em Fortaleza. No Ceará, foram realizados novos exames de imagem que comprovaram que ele estaria fora do jogo com o Flamengo. Por questões estratégicas, no entanto, a informação não foi revelada. Trata-se de uma lesão por estresse, no segundo metatarso do pé direito. Na entrevista, não houve divulgação do prazo de retorno de Luan.

Na coletiva, os médicos frisaram o bom relacionamento com o técnico Renato Portaluppi e a comissão técnica. Citaram, ainda, a presença de profissionais de todas as áreas no trabalho integrado, como fisiologistas, preparadores físicos e de nutrição. "Não existe nenhum problema nesse sentido", destacaram os profissionais.

Os jogadores entregues ao DM

Ainda na coletiva, o Departamento Médico do Grêmio explicou, caso a caso, a situação dos atletas lesionados. Veja abaixo a situação de cada um, conforme as palavras dos especialistas:

Marcelo Oliveira: teve lesão no joelho direito, com ruptura completa grave. Passou por reconstrução cirúrgica no dia 5 de abril, e está em processo bem avançado de tratamento. Iniciou corridas e fisioterapia, e deve ter progressão no final do mês para o campo

Leo Gomes: "Lesão complexa", segundo o DM. Teve uma hiperextensão e ruptura no ligamento posterior do joelho direito. Passou por reconstrução no dia 1°/10, em cirurgia complexa de tratamento longo.

Jean Pyerre: Atleta teve lesão muscular extensa. Foram 19 centímetros de ruptura, conforme os exames mostraram no momento da lesão. Iniciou tratamento no dia 20 de setembro, completando quase 40 dias de recuperação

Luan: Teve uma fratura por stress no segundo metatarso no dia 17 de outubro. Realiza tratamento conservador, com imobilização. Passa por fisioterapia

Julio Cesar: Apresenta problema na panturrilha esquerda. Iniciou tratamento no dia 18 de outubro, e também está em trabalho de fisioterapia


Thaciano: Lesão no músculo posterior da coxa esquerda. Exame de imagem comprovou ruptura muscular importante