Rafinha revela período difícil com a Covid-19 e pede Grêmio focado para vencer no Brasileirão

Rafinha revela período difícil com a Covid-19 e pede Grêmio focado para vencer no Brasileirão

Lateral defendeu a força do grupo Tricolor e salientou que a equipe trabalha "duro" para voltar a triunfar

Correio do Povo

Lateral-direito deve ser titular no duelo contra o Santos

publicidade

Após o título do Gauchão 2021, o começo de Brasileirão do Grêmio é decepcionante. O Tricolor tem três partidas e três derrotas e - apesar de ter dois jogos a menos - é o lanterna da competição. Desde a festa da conquista estadual, o Tricolor viveu um surto de Covid-19 no elenco, que afetou jogadores, como o lateral-direito Rafinha, e também a comissão técnica. 

“Eu não queria falar nisso, porque a gente fala e alguém pode interpretar como desculpa. Eu nunca fui de dar desculpa, tenho quase 20 anos de carreira, e isso não é uma coisa que eu gosto de falar. Mas é difícil de você perder 5 jogadores, durante praticamente 3 semanas, e quando os jogadores voltam, você perde o treinador e a comissão técnica por mais duas semanas. Fica difícil”, pontuou Rafinha, em entrevista coletiva nesta quarta-feira. 

Em seu caso específico, o jogador explicou que ficou duas semanas de cama por consequênca da doença. "Quem teve essa doença sabe como é. Tem até companheiros nossos que recentemente ficaram em situações difíceis no hospital. Então sabemos que é difícil”, acrescentou. 

Para sair da situação desconfortável no Brasileirão, Rafinha garante que o elenco está trabalhando forte e focado para conquistar os três pontos. "Torcedor gremista pode ficar tranquilo, por que aqui todo mundo vai representar o Grêmio. E temos um treinador de muita qualidade. Quem jogar, tem que dar a vida em campo pelo Grêmio. Os resultados não vieram, mas a confiança e a dedicação são os mesmos".

Em função do adiamento da partida contra o Cuiabá, que seria no final de semana, o técnico Tiago Nunes ganhou uma semana para trabalhar e ajustar a equipe, agora sem jogadores afastados pela Covid-19. "Tivemos uma semana inteira para trabalhar. Às vezes, o trabalho está sendo bem feito e o resultado não vem. Parece que as coisas não estão nos trilhos, mas não é assim. Ninguém está feliz. Mas todos sabem da nossa qualidade. Temos oportunidade de reverter esse quadro", festejou Rafinha. 

Nesta quinta-feira, na Arena do Grêmio, às 21h30min, o Tricolor encara o Santos, pela sexta rodada do Brasileirão. Na 20ª colocação, a equipe busca a vitória para retomar o caminho das vitórias. 

Veja Também

 

 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895