Renato lamenta Grêmio "desconcentrado" no empate contra a Chapecoense

Renato lamenta Grêmio "desconcentrado" no empate contra a Chapecoense

Na avaliação do treinador, Kannemann sofreu pênalti nos acréscimos, mas eximiu arbitragem da responsabilidade pelo placar

Correio do Povo

Técnico lamentou empate e disse que Grêmio "mereceu a vitória"

publicidade

O técnico Renato Portaluppi lamentou um Grêmio "desconcentrado" no empate contra a Chapecoense por 3 a 3, na Arena, na noite desta segunda-feira. De acordo com o treinador, esse foi o fator determinante para o resultado considerado negativo no planejamento do Tricolor. 

Segundo Renato, o Grêmio sofreu os três gols em falhas da própria equipe, e acabou punido por em um jogo "de vida ou morte" para a Chapecoense, por conta das circunstâncias da equipe, que está no Z4 do Brasileirão. "Foi falta de concentração da nossa equipe. Começamos bem mas tomamos os gols", destacou. 

Apesar de reconhecer que o nível de atuação da equipe ficou abaixo do esperado, Renato destacou que o Grêmio merecia a vitória, pelo que construiu ao longo da partida. "Eles tiveram três chances e foram letais. Se não tivéssemos a falta de concentração e de foco, teríamos ganho o jogo. Mas infelizmente aconteceu, e o Grêmio pagou pelos próprios erros", lamentou.

Embora não goste de comentar sobre a arbitragem, Renato falou sobre o lance polêmico no fim do jogo, quando o árbitro chegou a marcar pênalti em Kannemann, mas acabou voltando atrás após rever o lance no VAR. Na avaliação do treinador, houve pênalti de Mauricio Ramos em Kannemann, em contato por baixo. No entanto, eximiu o juiz da responsabilidade no empate. "O problema não foi a arbitragem. Os responsáveis pelo empate somos nós", frisou.

As trocas feitas por Renato deram resultado mais uma vez. O treinador optou por Luan e Tardelli, e os dois construíram a jogada do gol: o meia cruzou e o atacante marcou o gol de empate. Mas a estreia de Luciano, aguardada para a noite desta segunda-feira, não ocorreu. "Quando ele tiver a brecha, vai estrear. Pelo cenário dentro de campo, achei melhor colocar os jogadores que coloquei", ponderou o comandante.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895