Com time reserva, Inter goleia o Esportivo no Beira-Rio

Com time reserva, Inter goleia o Esportivo no Beira-Rio

Colorado se impôs e bateu rival pelo placar de 5 a 0, rebaixando time da Serra para a Divisão de Acesso em 2022

Correio do Povo

Inter contou com grande noite de Rodinei, com um gol e duas assistências, para golear o Esportivo por 5 a 0

publicidade

Mesmo com time praticamente reserva, o Inter não encontrou dificuldades diante do frágil Esportivo na noite deste sábado, no Beira-Rio, pela última rodada da primeira fase do Gauchão. Com autoridade, encaminhou a vitória já nos 45 minutos iniciais e bateu o rival pelo placar de 5 a 0. Assim, encerrou na segunda colocação da fase de grupos do Estadual, já que o Grêmio venceu o Ypiranga em Erechim. A derrota rebaixou o Esportivo para a Divisão de Acesso em 2022. 

Logo no início, Zé Gabriel abriu o placar. Depois, em contra-ataque em velocidade, Nonato ampliou. De pênalti, Yuri Alberto fez 3 a 0. No segundo tempo, de cabeça, Dourado fez o quarto e Rodinei, que já havia dado duas assistências, fechou o placar e coroou sua grande noite no Beira-Rio.

Com o resultado, o Inter enfrenta o Juventude na semifinal do Gauchão, em dois jogos, sendo o primeiro no Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul. Na terça-feira, o colorado enfrenta o Deportivo Táchira, às 21h30min, no Beira-Rio, em jogo válido pela segunda rodada da fase de grupos da Libertadores.

Inter faz 3 a 0 com naturalidade no primeiro tempo 

Já classificado e pensando no confronto de terça-feira pela Libertadores, o técnico Miguel Ángel Ramírez optou por fazer mais testes e escalar um time misto contra o Esportivo. Colocou Pedro Henrique e Zé Gabriel para formar a dupla de zaga. Do meio para a frente, optou por Nonato na volância, e escalou Palacios junto com Patrick, pedido pela torcida e ausência até mesmo nas alterações na derrota para o Always Ready pela Libertadores.

O Inter começou com uma formatação diferente, com a dupla atuando junto do meio pra frente. Com Patrick pela direita, foi Palacios do lado esquerdo quem sofreu a falta que originou o gol logo a 5 minutos. Rodinei cobrou com perfeição para dentro da área, e o zagueiro Zé Gabriel subiu mais que a zaga para cabecear firme, no fundo do gol do Esportivo, anotando 1 a 0 para o colorado.

Em uma jogada muito parecida, de novo com Rodinei na bola parada, o Inter quase ampliou. Aos 24 minutos, em nova falta pela esquerda, o lateral levantou na área do Esportivo. Dessa vez, quem venceu a zaga foi o zagueiro Pedro Henrique. No entanto, a cabeçada saiu sem a mesma precisão da anterior, e ficou apenas em tiro de meta para o alviazul da Serra.

Melhor no jogo, o Inter chegou ao segundo explorando a velocidade e o contra-ataque. Yuri Alberto foi acionado na direita e fez boa jogada. Girou, limpou a marcação e lançou para uma assistência perfeita buscando Nonato dentro da área. O volante bateu de primeira, com categoria, de perna esquerda, para colocar o Inter em vantagem de 2 a 0.

Antes do fim do primeiro tempo, nova trama proporcionada em contra-ataque em velocidade. O Esportivo, que não achou a marcação em nenhum momento na primeira etapa, acabou fazendo pênalti em Rodinei, atropelado dentro da área. Yuri Alberto bateu, o goleiro até chegou a tocar na bola, que passou embaixo dele, mas não evitou o terceiro, que deu vantagem muito confortável ao Inter já no intervalo. 

Ramírez faz mais testes e Inter amplia na etapa final 

Na volta do intervalo, com a bola rolando e a vantagem já consolidada, Miguel Ángel Ramírez optou por seguir fazendo experiências. Logo no início da etapa final, sacou Zé Gabriel e Praxedes para colocar Lucas Ramos e Rodrigo Dourado, experimentando o volante de origem na posição de zagueiro. 

Na prática, no entanto, os dois jogadores se alternaram de posição ao longo da partida, conforme a necessidade. Por vezes, Dourado se projetou além da linha de zaga, ajudando os volantes a construírem a jogada, característica do jogo de posição pedido por Miguel Ángel Ramírez e que, aos poucos, começa a ser implementado.

Novamente na bola parada, o Inter seguiu construindo sua goleada, com participação do próprio Rodrigo Dourado. E novamente com assistência de Rodinei, em lance parecido. O inspirado lateral colorado bateu falta e cruzou na cabeça do volante improvisado de zagueiro, que subiu mais que a zaga do Esportivo para fazer 4 a 0 para o Colorado. 

E a grande noite de Rodinei não parou por aí. Depois de duas assistências, era a vez de anotar o dele. Lindoso enfiou bola bola por entre a defesa do Esportivo, deixando o lateral na cara do gol. Ele não desperdiçou: de perna esquerda, tirou do goleiro Anderson e fez 5 a 0, fechando a goleada do Inter e selando de vez a passagem para as semifinais do Estadual. 

Campeonato Gaúcho - 11ª rodada

Inter 5 

Daniel; Rodinei, Pedro Henrique, Zé Gabriel (Rodrigo Dourado) e Léo Borges; Rodrigo Lindoso, Nonato, Praxedes (Lucas Ramos), Patrick e Palacios; Yuri Alberto. Técnico: Miguel Ángel Ramírez

Esportivo 0

Anderson; Itaqui, Junior Alves, Dumas e Michael; Lucas Hulk, Matheus Santana, Vini Martins e Juninho Tardelli; William e Warley. Técnico: Gustavo Papa

Gols: Zé Gabriel (5/1T), Nonato (33/1T), Yuri Alberto (41/1T), Rodrigo Dourado (16/2T) e Rodinei (23/2T)

Cartões amarelos: Junior Alves (Esportivo)

Arbitragem: Jonathan Pinheiro 

Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)

Data e hora: 24/04, às 21h 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895