capa

Conselho de Ética do Inter mantém exclusão de conselheiro

D'Alessandro entrou com denúncia após divulgação de vídeo contra ele na internet

Por
Correio do Povo

publicidade

O Conselho de Ética do Inter negou recurso de um conselheiro, nesta segunda-feira, e manteve sua exclusão do quadro do Conselho Deliberativo do clube. A denúncia foi feita ainda em 2018 pelo meia D'Alessandro e também levou à suspensão do membro do conselho, por 12 meses, do quadro associativo do Colorado.

A informação foi confirmada pelos advogados do jogador argentino, Matheus Marques e Fabiano Feliciano. D'Ale entrou com a denúncia por conta de um vídeo do ex-capitão Fernandão. O material falaria de uma "contaminação" no vestiário do Inter e daria a entender que o meia argentino seria o causador.

O então conselheiro negou a acusação, mas o Conselho de Ética não aceitou o recurso.