Coudet reconhece erros do Inter e vê expulsão como fundamental para a derrota
Correio do povo Logo

Receba as principais notícias do Inter no seu WhatsApp

Inscrever-se WhatsApp Logo

Coudet reconhece erros do Inter e vê expulsão como fundamental para a derrota

Técnico colorado lamentou os erros que resultaram nos gols do adversário e explicou opção por De Pena na vaga de Wanderson

Correio do Povo

publicidade

Após a derrota do Inter em casa para o vice-lanterna Coritiba por 4 a 3, o técnico Eduardo Coudet reconheceu os erros cometidos pela equipe, mas atribuiu o mau desempenho e o resultado principalmente à expulsão de Vitão, logo no começo da partida.

“Ter um jogador a menos tão rápido é muito difícil. Sei que temos coisas a corrigir, cometemos erros e por isso tomamos quatro gols. Mas o jogo passou principalmente passa pela expulsão e ter que jogar com um a menos é muito difícil. Ainda assim, o time criou chances, teve mais bola que o rival, mas não alcançou o resultado”

Questionado sobre porque demorou a mexer no time após a expulsão, explicou que quis dar tempo para o jogo se desenvolver, pois o Inter tinha a posse de bola ofensiva até aquele momento.

“Esperei alguns minutos para ver como ia a partida da forma que estava. E não desarmar o time enquanto a gente estava atacando. Ia ter que tirar algum meia, como aconteceu com De Pena, foi isso, principalmente. Estávamos com a bola. Mas temos que reconhecer que a expulsão desvirtuou o jogo”

O técnico explicou ainda as escolhas por De Pena como titular na vaga de Wanderson, e não Pedro Henrique, e sobre a substituição de Dalbert pelo jovem João Dalla Corte. Em relação a PH, a opção foi tática, pelo entendimento de que o jogador não se encaixava no esquema para o tipo de jogo.

“As decisões são sempre questionáveis quando você perde. Podemos falar em tática. Com o esquema que vínhamos jogando, você acha que PH quer fazer a mesma função que Wanderson? Outro jogador, com outro entendimento PH pode dar certo quando jogando em bloco baixo e saindo pelo lado. Mas em espaço reduzido, em que precisamos que jogue por dentro, não é a característica.”

Já em relação à substituição de Dalbert logo após o lateral cometer um pênalti, o técnico afirmou que já havia decidido pela troca antes do pênalti. Coudet se mostrou incomodado com os questionamentos sobre as opções na escalação e substituições. “Quando se ganha, você é um gênio. Quando perde, é um ‘boludo’”, concluiu.


Mais Lidas

Confira a programação de esportes na TV desta quarta-feira, 17 de abril

Opções incluem eventos de futebol e outras modalidades esportivas em canais abertos e por assinatura



Placar CP desta quinta-feira, 18 de abril: confira jogos e resultados das principais competições de futebol

Acompanhe a atualização das competições estaduais, regionais, nacionais, continentais e internacionais

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895