Edenílson cita "respeito" ao Inter em negociação para garantir permanência

Edenílson cita "respeito" ao Inter em negociação para garantir permanência

Meia abriu o placar na vitória sobre o Vasco por 2 a 0, que garantiu liderança na noite deste domingo

Correio do Povo

Edenílson abriu o placar na vitória do Inter por 2 a 0 sobre o Vasco

publicidade

Edenílson viveu dias diferentes no Inter. Chegou a estar muito perto da saída, mas depois recebeu a braçadeira de capitão do técnico Coudet e, no fim, teve a permanência selada no clube. E, na noite deste domingo, foi decisivo de novo: marcou e ajudou o Inter a vencer o Vasco por 2 a 0 para assumir a liderança do Brasileirão. 

O jogador classificou a proposta recebida recentemente, vinda da Árabia Saudita, como algo "normal" no futebol, mas que manteve a transparência com o Inter ao longo do processo. "Houve conversas, mas qualquer coisa diferente seria falta de respeito com o clube que me recolocou na vitrine do futebol. Tenho contrato com o Inter e fico feliz em permanecer", garantiu.

O jogador também comemorou a possibilidade de receber a braçadeira de capitão do técnico Coudet. Destacou que trata-se do fruto de um trabalho coletivo, e enumerou outras lideranças do elenco à frente dele na hierarquia, como D'Alessandro, Cuesta e Rodrigo Dourado. "Fico feliz com o fato de ter o trabalho valorizado e em receber a confiança da comissão técnica. Tento retribuir dentro de campo", destacou.

O Inter dá um tempo no Brasileirão e volta suas atenções para a disputa da Libertadores. Na próxima quinta-feira, enfrenta a Universidad Católica, no Chile, às 21h30min, em jogo válido pela última rodada do grupo E da competição. Um empate basta para o Inter avançar às oitavas de final da Libertadores.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895