Inter empata com o Universidad do Chile, mesmo com um jogador a mais no 2º tempo

Inter empata com o Universidad do Chile, mesmo com um jogador a mais no 2º tempo

Colorado precisará vencer os chilenos no Beira-Rio dia 11 para avançar na Libertadores

Correio do Povo

Em jogo marcado por violência dentro e fora do Estádio Nacional, Inter e Universidad do Chile ficaram no 0 a 0

publicidade

O Inter empatou com a Universidad do Chile, em 0 a 0, nesta terça-feira, no Estádio Nacional, em Santiago. Os comandados de Eduardo Coudet criaram poucas oportunidades, em um jogo que terminou com confusão nas arquibancadas. Com o resultado, a equipe colorada precisará vencer no Beira-Rio, no dia 11, às 19h15min, para seguir na Libertadores. Novo empate em 0 a 0, a decisão será nos pênaltis. Empates com gols, classifica o Universidad do Chile.

Após um início tenso, o Colorado passou a dominar e perdeu boa oportunidade com Edenílson sozinho dentro da área. Os chilenos igualaram as ações ofensivas e quase abriram o placar com o argentino Larrivey. Nos descontos, por pouco, Guerrero não marcou em cobrança de falta. Na segunda etapa, Montillo foi expulso e, mesmo assim, o Inter não teve forças para furar o bloqueio defensivo dos chilenos.

Antes de voltar a carga na Libertadores, o Colorado volta aos gramados no sábado, às 17h, para enfrentar o Novo Hamburgo, na última rodada da fase classificatória do 1º turno do Gauchão. O elenco volta a treinar na quarta-feira, às 18h.

Edenilson perde chance clara e Guerrero leva perigo em cobrança de falta

O jogo começou com ambos os times procurando o gol, mas sem conseguir superar a defesa adversária. Rapidamente, o Inter passou a ter maior posse de bola e trocar passes pelas laterais para conseguir chegar até a área chilena. Aos 14 minutos, o Colorado criou uma excelente oportunidade. Patrick fez jogada pela esquerda e cruzou no segundo poste para Edenilson. Sozinho, o meia cabeceou, mas a bola saiu fraca e De Paul fez a defesa tranquilamente.

A segunda oportunidade ocorreu aos 21. D'Alessandro cobrou falta pela esquerda de ataque, rasteiro no primeiro poste para Guerrero. Quando o peruano armou para chutar, o marcador conseguiu afastar pela linha de fundo. A partir dos 30 minutos, o time da casa aumentou a pressão sobre o Colorado e passou a criar jogadas ofensivas.

A principal ocorreu aos 32, quando Beausejour cruzou da esquerda, a bola passou pelos zagueiros do Inter e foi até Larrivey, que sozinho se agachou para cabecear. A bola subiu e passou alta sobre a meta de Lomba.

Guerrero por pouco não abriu o placar aos 46 minutos. O peruano cobrou falta próximo a grande área, pela esquerda de ataque, e a bola passou rente ao travessão De Paul.

Inter não consegue marcar com um a mais

A La U voltou pressionando o Inter pelas laterais e, por pouco, não abriu o placar aos 10 minutos. Montillo lançou Pablo Aránguiz dentro da área. A bola passou próximo de Moledo, mas o atacante chileno chutou. Lomba saltou em direção ao chão e salvou em dois tempos.

Aos 19 minutos, Montillo fez a segunda falta seguida e recebeu o segundo amarelo, sendo expulso. Três minutos depois, Cuesta cruzou da esquerda para Edenilson, que cabeceou, dessa vez bem, e De Paulo salvou, espalmando pela linha de fundo. No lance seguinte, Moledo afastou mal, Aránguiz pegou e tentou por cobertura, mas o próprio zagueiro se recuperou e tira de cabeça quase em cima da linha.

Em vantagem numérica, Coudet retirou Musto e Patrick e colocou Thiago Galhardo e Marcos Guilherme. Com um time mais ofensivo, o Inter passou a atuar no campo de ataque, porém seguiu com dificuldades para furar o bloqueio defensivo chileno. Pouco a pouco, o clima foi esquentando fora de campo. Aos 38 minutos, um torcedor invadiu a área de jogo e o árbitro Facundo Tello interrompeu a partida. Cadeiras foram arremessadas em direção do gramado. Mesmo com um torcedor ainda dentro da área do jogo, Tello mandou seguir a partida.

Mesmo com um a mais, o Inter teve extremas dificuldades para criar oportunidades de gols. A partida terminou como a torcida colocando fogo em parte da arquibancada e com os policiais sendo atacados com pedradas por parte dos torcedores.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895