Inter tenta superar a altitude em estreia na Libertadores contra o Always Ready

Inter tenta superar a altitude em estreia na Libertadores contra o Always Ready

Colorado entra em campo às 19h15min, no estádio Hernando Siles

Correio do Povo

Cuesta deve ser titular do Inter na estreia da Libertadores

publicidade

Começa nesta terça-feira, em La Paz, a 3.640 metros acima do nível do mar, a caminhada do Inter na Libertadores de 2021. Porém, a altitude não pode ser mais um adversário dos colorados na partida das 19h15min contra o Always Ready, no estádio Hernando Siles, segundo defende Miguel Ángel Ramírez. De acordo com ele, os efeitos de jogar em locais altos são geralmente superestimados. “Pensar demais nisso (efeitos da altitude) faz você perder antes de o jogo começar”, afirmou o treinador recentemente. Por via das dúvidas, o clube tomou precauções, que não foram poucas. 

Always Ready x Inter: acompanhe minuto a minuto

Em primeiro lugar, o Inter preparou uma logística diferente para a partida. A delegação só embarcou para a Bolívia na tarde desta segunda, após realizar um último treino no CT Parque Gigante. Em vez de ir para La Paz, local da partida, pernoitou em Santa Cruz de La Sierra, segunda maior cidade boliviana, mas que fica apenas 400 metros acima do nível do mar. Somente nesta terça, cerca de seis horas antes da partida, o grupo segue rumo à capital. Além disso, o clube levará tubos de oxigênio, que poderão ser usados pelos jogadores antes, durante e após a partida. 

Ramírez fala com experiência. Entre 2018 e 2020, trabalhou no Independiente del Valle, que manda suas partidas em Quito, a 2.850 metros. “Enfrentamos times que vinham com um medo terrível na cabeça. Acabavam entrando em campo pensando em se reservar e esperar. Viam a altitude como um inimigo. Acredito que, por isso, nos respeitaram demais, e a altura se virou contra eles antes de começar o jogo”, enfatizou. 

Por isso, a ideia do treinador é fazer o inverso. Ele quer ver o Inter ser o protagonista da partida, mesmo jogando fora de casa e com altitude. Essa é a sua proposta. “Estamos trabalhando. Sabemos que a altitude é uma adversidade dentro da Libertadores, mas o adversário é o Always Ready. Estamos preparando o jogo conforme o time que vamos enfrentar. A ideia é fazer um grande jogo e voltar com a vitória na Libertadores”, resume Victor Cuesta.

Na bagagem, além dos tubos de oxigênio e da coragem, vão algumas indefinições. Pelo menos duas, uma na defesa, entre Lucas Ribeiro e Zé Gabriel, outra no ataque, onde Yuri Alberto e Thiago Galhardo disputam a vaga de centroavante. Paolo Guerrero, que também seria uma alternativa, ficou em Porto Alegre para trabalhar fisicamente, já que voltou há apenas algumas semanas depois de seis meses recuperando-se de lesão.

Veja Também

Libertadores - 1ª rodada

Always Ready

Carlos Lampe; Marc Enoumba, Harold Cummings, Nelson Cabrera e Enrique Flores; Cristhian Machado, Fernando Saucedo, Juan Carlos Arce e Javier Sanguinetti; Carmelo Algarañaz e John Jair Mosquera. Técnico: Omar Asad.

Inter

Marcelo Lomba; Heitor, Zé Gabriel (Lucas Ribeiro), Víctor Cuesta e Moisés; Rodrigo Dourado, Edenilson e Praxedes; Patrick, Yuri Alberto (Thiago Galhardo) e Carlos Palacios. Técnico: Miguel Ángel Ramírez.

Arbitragem: Nicolas Gallo (COL)

Local: Estádio Hernando Siles, em La Paz (BOL)

Data e hora: 20/04, às 19h15min


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895