João Patricio Hermann evita comentar declarações de Braz e garante Inter focado em decisão no Rio

João Patricio Hermann evita comentar declarações de Braz e garante Inter focado em decisão no Rio

Vice-presidente de Futebol reiterou que o Colorado já se posicionou institucionalmente sobre "os absurdos" da arbitragem em São Januário

Correio do Povo

Equipes empataram no Beira-Rio no primeiro turno do Brasileirão

publicidade

O vice-presidente de Futebol do Inter, João Patricio Hermann, evitou comentar as declarações do vice do Flamengo, Marcos Braz, que criticou as falas sobre a arbitragem do presidente colorado, Alessandro Barcellos, após a partida com o Vasco. "Não vamos nos preocupar com as declarações de dirigentes de outros clubes, estamos focados na nossa preparação, concentrados, fazendo trabalhos especiais. Vamos continuar no jogo a jogo", reiterou Hermann, em entrevista ao programa Repórter Esportivo, da Rádio Guaíba, nesta terça-feira. 

Segundo o dirigente, o Inter já se posicionou institucionalmente sobre o tema arbitragem e os "absurdos" ocorridos em São Januário. "Todos viram que a bola saiu contra o Sport, todos viram que não foi um pênalti contra o Vasco, além do cartão absurdo para o Cuesta, poderiamos mudar o resultado da partida na penalidade. Respeitamos o Flamengo e estamos focado no trabalho", garantiu. "Será um confronto de gigantes, como é o Brasileirão", acrescentou sobre a "decisão" do Brasileirão 2020. O dono do apito da partida contra o Rubro-Negro, Raphael Klaus, foi elogiado pelo cartola: "Ele é um grande árbitro". 

A partida contra a equipe carioca também terá mudanças na escalação do Inter. Sem Cuesta, o dirigente entende que existem diversas opções para o seu lugar e que podem cumprir bem o papel. Sobre Rodinei, Hermann indicou que a definição de pagar a multa ao Flamengo ou não para ele atuar será avaliada durante a semana: "É um jogador importante e temos reposições boas". 

Inter e Flamengo se enfrentam no próximo domingo, às 16h, no Maracanã. Com 69 pontos, o Colorado pode se sagrar tetracampeão em caso de vitória no Rio de Janeiro em cima do Rubro Negro, que tem 68 pontos, na segunda colocação, e precisa vencer para seguir vivo. 

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895