Johnny pede foco em “confronto direito” do Inter contra o Ypiranga

Johnny pede foco em “confronto direito” do Inter contra o Ypiranga

Meia vê “mérito” nas oportunidades que vem recebendo de Eduardo Coudet

Correio do Povo

Johnny deve voltar a atuar como titular do Inter contra o Ypiranga, em Erechim

publicidade

Johnny deve novamente ser titular do Inter contra o Ypiranga, no sábado, no estádio Colosso da Lagoa. O jogador estreou entre os titulares na temporada contra o Juventude e teve atuação discreta. Contra o São Luiz, em Ijuí, o jovem de 18 anos, ficou no banco de reservas e as opções foram Sarrafiore e Netto. O meia vê a partida em Erechim como importante para definir o líder do grupo A do Gauchão.

“Estamos tranquilos (em relação a proximidade com a estreia na Libertadores). Primeiro visamos o Gauchão, onde temos um jogo importante contra o Ypiranga. Que é um confronto direto, pois eles estão invictos”, disse.

Mais uma vez, Johnny se colocou à disposição para atuar em qualquer uma das funções do meio de campo, mas deve seguir atuando como o meia entre os dois externos do setor. “Estou apto a fazer as quatro do meio e não tenho preferência. Onde o professor optar, vou dar o meu melhor”, declarou.

Ao ser questionado como foi a estreia, o jogador demonstrou satisfação com o rendimento. “Levo como uma experiência e como um objetivo conquistado. Foi um jogo de confiança. Procurei dar o meu melhor e, se tiver outra oportunidade, não vai ser diferente”, disse. “Eu sempre trabalhei para conquistar essas oportunidades, então, não deixa de ser um mérito. Subi para dar o máximo e como eu me posicionar nos treinos, vou continuar tendo elas, mas de acordo com o meu rendimento”, completou.

O Inter treina na manhã desta sexta-feira e depois inicia a viagem para Erechim. O confronto válido pela quarta rodada do Gauchão colocará frente a frente os dois clubes que permanecem com 100% de aproveitamento e deve definir quem terminará o primeiro turno na liderança. O jogo está marcado para as 19h.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895