Marcelo Medeiros vai à CBF tentar resolver caso Guerrero
capa

Marcelo Medeiros vai à CBF tentar resolver caso Guerrero

Inter irá oferecer a alternativa de antecipar ou adiar o jogo em dias para conseguir ter o centroavante

Por
Correio do Povo

Inter evita falar se está confiante ou não na liberação de Paolo Guerrero

publicidade

Apesar de considerar difícil a liberação de Guerrero da seleção peruana, o Inter não pretende desistir de ter o centroavante no último jogo da semifinal da Copa do Brasil, contra o Cruzeiro, no dia 4 de setembro. O jogador entrou em contato duas vezes com o técnico Ricardo Gareca nos últimos dias para pedir para ficar em Porto Alegre a ajudar o clube nas decisões. O executivo Rodrigo Caetano esteve em Lima para tentar evitar o chamado pela Federação Peruana e o movimento mais recente é a presença do presidente Marcelo Medeiros, nesta quinta-feira, na sede da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

“Estamos trabalhando em todas as frentes para que ele possa ficar à disposição. Não podemos garantir, pois não depende da gente, mas o Rodrigo (Caetano) foi ao Peru. Na quarta-feira, fomos a Conmebol e o presidente está, neste momento, na CBF. Se não conseguirmos, cogitamos fazer uma logística para ele possa ficar o mais rápido à disposição”, revelou o vice de futebol Roberto Melo.

A tentativa junto a CBF é para convencer os dirigentes da entidade máxima do futebol brasileiro de que o Inter será prejudicado se não tiver o jogador à disposição. Melo ainda lembrou o adiamento do jogo do Athletico no Japão, que alterou a data do jogo contra o Grêmio, no dia 7 para a última quarta-feira.

“Ele está tratando de outros negócios, mas vai tratar desta situação. Sabemos que a Seleção Brasileira e o Tite já revelaram que não irão convocar atletas que estiverem envolvidos nas semifinais. Sabemos que, em função da viagem do Athletico para disputar um torneio no Japão, a partida foi adiada para ontem e já poderíamos ter enfrentado o Cruzeiro, então, a CBF tem que se preocupar com todos os afiliados. O presidente está lá colocando que queremos, pelo menos, minimizar esse prejuízo e ter o Guerrero nestes dois jogos importantes”, declarou.

Com o Inter envolvido nas quartas de final da Libertadores, na semifinal da Copa do Brasil e no longo Brasileirão, a direção entende as dificuldades da CBF em conseguir datas em semanas livres até o final do ano. Porém, propõem uma alternativa.

“A data ser alterada, talvez, seja essa a última possibilidade. Ela existe, apesar de não ter outra semana disponível, mas podemos jogar as partidas para outros dias. Estão marcadas para quartas-feiras e, talvez, possam antecipar um dia ou postergar para outro. Desta forma, poderemos fazer uma logística para o Guerrero estar nas decisões e servir a seleção”, afirmou.

O Inter treina a partir das 13h desta quinta-feira no CT do Parque Gigante e depois viaja para Fortaleza, onde no sábado, enfrenta o clube cearense na Arena Castelão. A equipe deve ser totalmente reserva.