Medeiros pede “tranquilidade” para “não ficar soberbo” e manter foco no trabalho

Medeiros pede “tranquilidade” para “não ficar soberbo” e manter foco no trabalho

Presidente abriu na quinta-feira o processo eleitoral que irá definir o seu sucessor

Por
Correio do Povo

Presidente Marcelo Medeiros pediu foco "no próximo jogo" e comemorou o desempenho da equipe, comissão técnica e direção


publicidade

No dia em que o Inter venceu o Ceará, por 2 a 0, no Beira-Rio, o presidente Marcelo Medeiros completou 60 anos e, motivado pelos pedidos dos responsáveis pelo futebol, concedeu a entrevista coletiva que sempre acontece com um dirigente. Medeiros destacou que a liderança é importante, mas que é necessário manter o trabalho e a concentração, pois o Brasileirão está na nona de 38 rodadas. Ao ser questionado sobre a partida de retorno da Libertadores, o dirigente pediu foco no próximo compromisso.

“Estamos pensando jogo a jogo. E o próximo é o Goiás. Sabemos que a liderança depende de nós, mas sabemos que, em um determinado momento, teremos um tropeço e até podemos perder a liderança, pois é uma competição de 38 rodadas e estamos na nona. O trabalho tem que ser sério, consistente e temos que repetir (o desempenho). Pela intensidade das partidas, temos que ter muito cuidado para não ter lesões musculares”, afirmou.

Medeiros aproveitou a coletiva para lembrar que a temporada é atípica devido à paralisação de quatro meses em decorrência da pandemia. Ele também deixou claro que preservações ocorrerão sempre que necessário. “Confiamos bastante no grupo e todo mundo vai jogar. Confiamos no trabalho que vem sendo executado. Não só pelo técnico, mas, em especial, pelo vice de futebol Alessandro Barcellos e o Rodrigo Caetano. Temos que manter a tranquilidade para não ficar soberbo, mas com foco de trabalho”, declarou.

Ao ser questionado se pretende seguir trabalhando pelo clube em 2021, já que não pode se reeleger ao cargo pela terceira vez, Medeiros sorriu e disse que ainda não pensou na possibilidade. “(risos) Estava com saudade dessas coletivas. Vocês (repórteres) são uns artistas, mas vou aproveitar a pergunta e anunciar a abertura do processo eleitoral. Ele historicamente é aberto pelo presidente do clube. (...) É um ano de eleição e é natural que grupos e pessoas conversem. A conversa é fundamental para a harmonização e sucesso do clube. Acredito que aqueles que trabalham com a maior inclusão possível poderão fazer um trabalho mais eficiente”, ressaltou.

O primeiro turno da eleição do Inter deve ocorrer no dia 25 de novembro e o segundo turno em dezembro. O próximo presidente terá um mandato de três anos.