Rodinei tira peso da derrota do Inter para o Táchira e foca no Gre-Nal

Rodinei tira peso da derrota do Inter para o Táchira e foca no Gre-Nal

Lateral destacou que equipe tem “psicológico” forte e minimizou duelo com Ferreira

Correio do Povo

Rodinei revelou que não pensa no futuro e que está focado no Gre-Nal do próximo domingo

publicidade

O lateral Rodinei concedeu entrevista coletiva após o treino desta sexta-feira e destacou que a derrota na Libertadores para o Deportivo Táchira já faz parte do passado. Para o destaque da equipe de Miguel Ángel Ramirez, o momento é de colocar o foco na decisão do Campeonato Gaúcho.

“Derrotas acontecem mais do que vitórias no futebol. Então, perdemos na Venezuela e, agora, é pensar nesta final que temos no domingo. Depois, voltamos a pensar na Libertadores para fazer um grande jogo no Paraguai e voltar de lá classificados”, declarou.

Rodinei foi questionado sobre a declaração de Rodrigo Dourado, após o primeiro Gre-Nal da temporada, que terminou com vitória do Grêmio. Na ocasião, o capitão destacou que parece que o time colorado tem “medo de ser feliz” quando enfrenta o tradicional adversário. O lateral minimizou o fato.

“Psicologicamente o nosso time está muito forte. Histórico e retrospecto não entra em campo. Estamos em uma final, então, vamos concentrar e ajustar os últimos detalhes para conquistar uma vitória no domingo”, destacou.

O lateral comentou também como será o “duelo” com Ferreira, que vem se destacando na Copa Sul-Americana, com o Grêmio. “É mais um jogo. Já enfrentei o Everton Cebolinha, o Pepê e o próprio Ferreirinha. Gre-Nal é um jogo diferente e que envolve muitas coisas, mas, agora, é uma final contra eles. Vamos ver o que o Miguel tem para me passar e fazer uma grande partida com os meus companheiros para conseguirmos a vitória e dar um passo à frente nesta decisão”, ressaltou.

Com contrato até o final do mês, Rodinei foi bastante questionado sobre como ele está enfrentando essa realidade. O lateral revelou que não tem conversado com o empresário, pois o momento é de concentrar nas importantes partidas que o Inter terá nesta semana.

“Nunca passei por isso na minha carreira, mas, sinceramente, não me preocupa. A única preocupação que tenho é de defender as cores do Inter, como venho fazendo desde o meu primeiro dia no clube e vou assim até o último.  Vou dar a vida a cada jogo para dar o meu melhor e deixar o Inter na melhor situação”, concluiu.

O Inter encerra a preparação para a primeira partida da final do Gauchão com um treino no sábado, às 16h30min. O jogo está marcado para o Beira-Rio, no domingo, às 16h. A volta ocorre no dia 23, no mesmo horário, na Arena. A decisão do estadual não tem saldo qualificado.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895