Jogadores voltam do vestiário para cobrar pênalti marcado pelo VAR
patrocinado por

Jogadores voltam do vestiário para cobrar pênalti marcado pelo VAR

Árbitro foi avisado no intervalo sobre toque na mão de defensor na bola

AFP

publicidade

Durante partida entre Mainz e Freiburg pelo Campeonato Alemão nessa segunda-feira, o árbitro mandou os times voltarem do vestiário no intervalo para cobrarem penalidade marcada pelo VAR, o mais recente incidente com a tecnologia testada nesta temporada da Bundesliga. "É muito estranho. Já estávamos sentados no vestiário, não conseguia acreditar", disse o goleiro do Freiburg, Alexander Schwolow.

O árbitro Guido Winkmann marcou toque de mão na área do Freiburg durante o intervalo, graças ao aviso do centro de assistente de vídeo de Colonia, depois de não assinalar a penalidade em um primeiro momento. O atacante argentino Pablo De Blasis converteu a penalidade aos 52 minutos do primeiro tempo, fechando a conta aos 33 da segunda etapa. "No momento não vi a mão, mas depois de ver as imagens... Definitivamente tinha uma mão. É algo pouco habitual e compreendo o descontentamento do clube", disse Winkmann.

"O apito para o intervalo interrompe o jogo. A decisão não poderia ter sido possível depois do apito final", acrescentou o colegiado após retirar os jogadores do vestiário para cobrarem a penalidade.

O responsável do sistema VAR, Lutz Michael Froelich, indicou à Eurosport que "ninguém quer ver estas cenas. Não é uma boa publicidade, mas neste caso específico não se podia fazer outra coisa". Até o técnico do Mainz, Sandro Schwarz, admitiu que o tempo da sinalização não foi certo, mas qualificou a decisão de "absolutamente correta" após ver as imagens novamente. O jogo terminou com vitória do Mainz por 2 a 0. A Bundesliga e a Serie A testam o VAR nesta temporada. O recurso foi aprovado para ser utilizado na Copa do Mundo da Rússia de 2018.

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895