Manchester United demite o ídolo Solskjaer do comando técnico
patrocinado por

Manchester United demite o ídolo Solskjaer do comando técnico

Sequência de resultados ruins fez ingleses reverem rumos

AFP

Zidane é o favorito para substituir o treinador

publicidade

Conhecido por sua capacidade de virar jogos quando entrava em campo como substituto em sua época de jogador, Ole Gunnar Solskjaer desta vez não conseguiu virar o jogo. Ele não resistiu aos maus resultados e à falta de padrão de jogo e foi demitido neste domingo do cargo de técnico do Manchester United.

Ele havia assumido o comando da equipe interinamente mas nunca conseguiu se estabelecer totalmente no banco de Old Trafford. "Ole permanecerá para sempre uma lenda do Manchester United e foi com dor que tomamos essa difícil decisão", escreveu o clube da Premier League em um comunicado, especificando que o assistente de Solskjaer, Michael Carrick, comandará o time de forma interina nos próximos jogos.

O "Super-Sub" (Super reserva) - marcou 28 de seus 126 gols com a camisa do United saindo do banco - não suportou a queda de rendimento desde meados de setembro de sua equipe, que viveu seu ponto mais baixo com a derrota humilhante em Old Trafford (5-0) contra o rival histórico Liverpool, em 24 de outubro.

Um duro golpe para um time que deixou evidente a falta de consistência depois de duas temporadas e meia de Solskjaer no comando. A derrota humilhante (4-1) no sábado em Watford (que era 17º antes do jogo), foi a gota d'água. O norueguês deixa a equipe na sétima posição na Premier, doze pontos atrás do líder Chelsea.

Zinedine Zidane, que conquistou três Liga dos Campeões pelo Real Madrid, com Cristiano Ronaldo e Varane no elenco, é o favorito para substituir Solskjaer nas bolsas de apostas. Os nomes do treinador do Leicester, Brendan Rodgers, e do técnico do Ajax, Erik ten Hag, também foram mencionados.


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895