Messi é eleito melhor do mundo por revista e se iguala a Cristiano Ronaldo
capa

Messi é eleito melhor do mundo por revista e se iguala a Cristiano Ronaldo

Alisson, do Liverpool, e Everton, do Grêmio, aparecem entre os brasileiros mais bem colocados na lista

Por
AE

Messi venceu prêmio da revista britânica World Soccer

publicidade

Lionel Messi faturou mais um prêmio por conta das grandes atuações dos últimos meses. Neste sábado, o jogador do Barcelona fechou a "tríplice coroa" das premiações ao ser eleito o melhor do mundo do ano pela revista britânica World Soccer. Antes, já havia sido considerado o melhor na premiação da Fifa e também pela revista France Football, pela qual levou mais uma Bola de Ouro.

Desta vez, o maior rival do atacante argentino na disputa foi o zagueiro holandês Virgil van Dijk, do Liverpool. Numa das disputas mais apertadas dos últimos anos, Messi levou a melhor pelo placar geral de 613 a 602.

O argentino já havia levado o prêmio em 2009, 2011, 2012 e 2015, empatando no número de conquistas a Cristiano Ronaldo, vencedor em 2008, 2013, 2014, 2016 e 2017. Neste ano, o atacante português foi o quarto colocado, atrás também do atacante senegalês Sadio Mané, outro jogador do Liverpool. O vencedor de 2018 havia sido o meia croata Luka Modric, que não ficou nem entre os 40 melhores deste ano.

O melhor brasileiro da lista foi o goleiro Alisson, também do Liverpool. Ele ficou no sétimo lugar geral. Ficou atrás do atacante egípcio Mohamed Salah, seu companheiro de time, em sexto, e do atacante francês Kylian Mbappé, do Paris Saint-Germain, quinto colocado.

O Top 10 teve ainda o atacante polonês Robert Lewandowski, do Bayern de Munique; o meia holandês Frenkie De Jong, do Barcelona; e o meia belga Eden Hazard, do Real Madrid, no décimo posto.

Outros brasileiros bem colocados no ranking da revista são: Roberto Firmino (17º), Everton Cebolinha (25º), Ederson (26º), Bruno Henrique (30º) e Gabriel Barbosa (33º). O atacante Neymar foi apenas o 44º, empatado com o compatriota Fabinho, do Liverpool.

O time inglês ainda comemorou dois troféus importantes na disputa. O time foi eleito a melhor equipe do ano, desbancando com ampla vantagem o Manchester City. E Jürgen Klopp foi escolhido o melhor treinador, também com boa distância do segundo colocado, Josep Guardiola, do City.