Messi se despede de Suárez com críticas à diretoria do Barça
patrocinado por

Messi se despede de Suárez com críticas à diretoria do Barça

O argentino lamentou a forma como o uruguaio saiu do club e afirmou "a verdade é que neste momento nada mais me surpreende"

AFP

No post crítico, Messi publicou algumas fotos com o amigo uruguaio e com as famílias

publicidade

O capitão do Barcelona, Lionel Messi, elogiou seu amigo Luis Suárez nesta sexta-feira e criticou a diretoria do Barça pela maneira como dispensou o jogador uruguaio, em uma mensagem nas redes sociais. "Vai ser estranho vê-lo com outra camisa e muito mais ainda enfrentá-lo", escreveu Messi em sua conta no Instagram, um dia após Suárez se despedir para se transferir ao Atlético de Madrid.

"Você merecia uma despedida à altura do que você é: um dos jogadores mais importantes da história do clube, que conquistou coisas importantes tanto em grupo quanto individualmente. E não ser demitido como eles fizeram", acrescentou Messi, em uma dura crítica à gestão do clube pela forma em que aconteceu a saída do uruguaio.

"Mas a verdade é que neste momento nada mais me surpreende", insistiu o capitão do Barça, que continua no clube catalão sem seus dois grandes escudeiros: Luis Suárez e Arturo Vidal.

O atacante uruguaio, terceiro maior artilheiro da história do Barça, se despediu em meio a lágrimas na quinta-feira em um ato discreto, após seis anos como jogador do Barça, após o técnico Ronald Koeman ter informado que não contaria com ele nesta temporada.

"Eu já estava imaginando, mas hoje entrei no vestiário e a ficha caiu de verdade. Como será difícil não continuar compartilhando o dia a dia com você, tanto em campo quanto fora dele", escreveu Messi.

"Sentiremos muita saudade. Foram muitos anos, muitos companheiros, almoços, jantares... Muitas coisas que nunca serão esquecidas, todos os dias juntos", continuou o astro argentino em sua mensagem.

"Te desejo as maiores felicidades neste novo desafio. Amo muito você, amo muito vocês. Até breve, amigo", concluiu Messi, que também manifestou o desejo de deixar o clube em agosto, antes de recuar para evitar disputas judiciais.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Ya me venía haciendo la idea pero hoy entré al vestuario y me cayó la ficha de verdad. Que difícil va a ser no seguir compartiendo el día a día con vos, tanto en las canchas como afuera. Los vamos a extrañar muchísimo. Fueron muchos años, muchos mates, comidas, cenas... Muchas cosas que nunca se van a olvidar, todos los días juntos. Va a ser raro verte con otra camiseta y mucho más enfrentarte. Te merecías que te despidan como lo que sos: uno de los jugadores más importantes de la historia del club, consiguiendo cosas importantes tanto en lo grupal como individualmente. Y no que te echen como lo hicieron. Pero la verdad que a esta altura ya no me sorprende nada. Te deseo todo lo mejor en este nuevo desafío. Te quiero mucho, los quiero mucho. Hasta pronto, amigo.

Uma publicação compartilhada por Leo Messi (@leomessi) em

Suárez, Neymar e Fabregas comentam

Luis Suárez, que já é jogador do Atlético para todos os efeitos, após passar no exame médico desta sexta-feira e assinar contrato com o clube 'colchonero', respondeu enviando uma mensagem de agradecimento e incentivo ao amigo argentino, também disparando contra a diretoria do Barcelona.

"Obrigado amigo por suas palavras, mas mais obrigado por ser quem você é, pelo que você foi desde o primeiro dia comigo e minha família", escreveu Suárez no Instagram.

"Serei sempre grato ao Messi humano, ao engraçado e sentimental, porque todos conhecem o jogador", acrescentou o atacante uruguaio.

"Não se esqueça do que lhe disse 'continue a desfrutar e a mostrar que você é ÚNICO' e que 2, 3 ou 4 não obscureçam o quão grande você é para o clube e para o mundo do futebol. Te amo muito, amigo e vamos sentir saudades dos 5", concluiu Suárez.

A reação do atacante uruguaio foi uma entre muitas à mensagem de Messi, à qual também respondeu o atacante brasileiro do PSG, Neymar.

"É incrível como fazem as coisas", se limitou a dizer o brasileiro, que formou o temível trio MSN com Suárez e Messi entre 2014 e 2017, acompanhando sua mensagem com um emoticon de uma pessoa cobrindo o rosto em sinal de perplexidade.

O jogador espanhol do Monaco, Cesc Fabregas, disse também nesta sexta-feira que se sentiu "triste" ao ver de longe como o Barcelona, sua ex-equipe, trata alguns jogadores e prevê que "muitas coisas mudarão nos próximos meses" no clube catalão.

"Às vezes as coisas podem ser feitas de maneira diferente, principalmente na forma como os jogadores são tratados e respeitados (...) Fala-se de jogadores que deram a vida pelo Barça (...) e que já foram ídolos e são lendas do clube", declarou.

 

gr/psr/aam

 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895