Ministério da Saúde garante testes PCR a cada 48h e controle nos hotéis durante Copa América
patrocinado por

Ministério da Saúde garante testes PCR a cada 48h e controle nos hotéis durante Copa América

Em conjunto com a Conmebol, pasta detalhou protocolos sanitários para a realização da competição no Brasil

Correio do Povo

Ministério da Saúde garantiu segurança dos protocolos

publicidade

Em entrevista coletiva em conjunto com a Conmebol na noite desta segunda-feira, o Ministério da Saúde garantiu "segurança máxima" para os cumprimentos dos protocolos sanitários durante a realização da Copa América. Entre as medidas, estão a realização de testes RT-PCR a cada 48h e controle rígido nos hoteis das delegações. Apesar das quase 475 mil mortes no país, a competição continental de seleções segue confirmada. 

O evento, realizado no Auditório Emílio Ribas, do Ministério, contou com a presença de membros da pasta e da Confederação Sul-Americana de futebol, a Conmebol. Nele, os responsáveis pela organização detalharam os protocolos de segurança a serem cumpridos. 

No que chamou de "protocolo muito bem elaborado", a entidade frisou algumas das medidas. Entre elas, estão os deslocamentos em voos fretados exclusivos e ônibus próprios para as seleções. 

O controle também ocorrerá na hospedagem. Os quartos serão individuais, e os hotéis exclusivos para as delegações. As saídas só serão permitidas para treinamentos ou por motivos de saúde. 

Estão previstos, ainda, a realização de testes RT-PCR para todas as delegações. Os exames ocorrerão a cada 48h ao longo da competição, incluindo antes da viagem de volta aos países de origem dos jogadores. 

A vacina, no entanto, não faz parte da exigência para os atletas. Conforme a Conmebol, alguns jogadores de algumas delegações já foram imunizados. No entanto, entidade e governo não "farão esforço para vacinar atletas".

Mais uma vez, o ministro Queiroga garantiu a vacinação em massa para os brasileiros. Ele afirmou, no fim da entrevista que, até o fim do ano, 100% da população estará imunizada contra a Covid-19.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895