Morre aos 60 anos o ex-piloto espanhol de F1 Adrián Campos
patrocinado por

Morre aos 60 anos o ex-piloto espanhol de F1 Adrián Campos

Fundador da equipe Campos Racing faleceu em consequência de uma súbita afecção coronariana

AFP

publicidade

O ex-piloto espanhol de Fórmula 1 e fundador da equipe Campos Racing, Adrián Campos, que ajudou a lançar pilotos como Fernando Alonso e Marc Gené, faleceu nesta quinta-feira, aos 60 anos, de "uma doença coronariana". "A equipe Campos Racing soube com profunda tristeza que seu fundador e presidente, Adrián Campos Suñer, morreu em consequência de uma súbita afecção coronariana que, infelizmente, ele não conseguiu superar", relatou sua equipe.

Campos foi uma figura central no automobilismo espanhol, onde começou como piloto correndo em 21 GPs com a escuderia Minardi entre 1987 e 1988, embora sem muito sucesso. Campos concluiu apenas duas dessas corridas, e seu melhor resultado foi uma 14ª posição no Grande Prêmio da Espanha de 1987.

Depois de se aposentar como piloto, fundou a escuderia Adrián Campos Motorsport, atual Campos Racing, da qual foi diretor e que se diversifica nas diferentes categorias inferiores do automobilismo. Nela, deram seus primeiros passos pilotos como Marc Gené e Fernando Alonso, ambos campeões com sua equipe na Fórmula Nissan antes de triunfarem na principal categoria do automobilismo.

Campos foi manager de Alonso em seus primeiros anos e promoveu os contatos do bicampeão mundial de Fórmula 1 com a Minardi. Foi nessa escuderia que Alonso começou na F1. "Um dos dias mais tristes para a família do automobilismo. Piloto e grande divulgador deste esporte. Obrigado por sonhar com a Fórmula 1. Obrigado por acreditar nos jovens. Obrigado e descanse em Paz", tuitou Fernando Alonso em sua conta oficial.

A mensagem está acompanhada por uma foto de um jovem Alonso com um sorridente Campos. Recentemente, Campos participou de um documentário sobre Fernando Alonso, com quem esteve até 2003, confiante no retorno bem-sucedido do espanhol.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895