Neymar é acusado de estupro na França
capa

Neymar é acusado de estupro na França

Boletim de ocorrência, no entanto, foi registrado em São Paulo

Por
Correio do Povo

Neymar foi acusado de estupro e crime teria acontecido na França

publicidade

Uma mulher registrou um boletim de ocorrência acusando o atacante Neymar de estupro. Segundo informações divulgadas neste sábado pela ESPN, o crime teria acontecido no dia 15 de maio, em Paris, na França. A denúncia foi registrada na última sexta-feira, em São Paulo. 

A reportagem da ESPN tentou contato com a assessoria do atleta, que está com a Seleção Brasileira, em preparação para a Copa América. Neste sábado, o jogador deixou Teresópolis, no Rio de Janeiro, porque foi liberado para folga. 

Conforme o documento, registrado na 6ª Delegacia de Defesa da Mulher, em Santo Amaro, a mulher, que teve a sua identidade preservada, conheceu Neymar através das redes sociais. Através do Instagram, o jogador a teria convidado para viajar até a França. 

A denúncia relata que um assessor de Neymar, conhecido como "Gallo", teria entrado em contato com a mulher no dia 12 de maio. A partir daí, teriam sido fornecidas passagens e hospedagem em Paris. Ela teria embarcado no dia 14 e chegado ao destino no dia 15, data do suposto estupro. 

A vítima relatou que ficou hospedada no Hotel Sofitel Paris Arc Du Triumphe e recebeu Neymar por volta das 20h. O atleta do PSG teria chegado embriagado ao local. "Começaram a conversar, trocaram carícias, porém, em determinado momento, Neymar se tornou agressivo e, mediante violência, praticou relação sexual”, diz o documento.

Em depoimento, a mulher afirmou que deixou Paris no dia 17 e "estava abalada emocionalmente e com medo de registrar os fatos em outro país”. A decisão de registrar o boletim de ocorrência em São Paulo aconteceu por ser seu endereço residencial.

Embora tenha acontecido em Paris, o estupro pode ser investigado no Brasil, e Neymar ser julgado com base nas leis brasileiras em virtude do princípio da “extraterritorialidade”. Segundo o Código Penal, em seu sétimo artigo, crimes cometidos por brasileiros, mesmo que em território estrangeiro, ficam sujeitos à lei brasileira.