Bi-medalhista, Rebeca Andrade será porta-bandeira do Brasil em cerimônia de encerramento em Tóquio

Bi-medalhista, Rebeca Andrade será porta-bandeira do Brasil em cerimônia de encerramento em Tóquio

Ginasta que venceu ouro no salto e prata no individual geral será a representante brasileira no próximo domingo nos Jogos Olímpicos

Correio do Povo / R7

Ginasta conquistou duas medalhas em Tóquio

publicidade

Ouro e prata em Tóquio 2020, a ginasta Rebeca Andrade será a porta-bandeira do Brasil na cerimônia de encerramento dos Jogos Olímpicos. A informação foi confirmada pelo COB (Comitê Olímpico Brasileiro) na manhã desta quarta-feira.

Rebeca ganhou destaque no Brasil antes mesmo de subir no pódio. Ainda na fase classificatória, ela encantou ao se apresentar ao som do funk Baile de Favela, do MC João, e já pintar como uma das favoritas na modalidade. Ela se classificou para disputar três finais: individual geral, salto e solo.

Nas finais, a ginasta subiu ao pódio duas vezes. Primeiro, conquistou a prata na disputa do individual geral e, depois, foi ao lugar mais alto do pódio após ser a melhor no salto. Ela encerrou a participação em Tóquio 2020 com o quinto lugar na disputa do solo.

Em Tóquio, Rebeca se tornou a primeira atleta mulher brasileira a conquistar duas medalhas numa mesma edição de Jogos Olímpicos, além de ter conquistado as duas primeiras medalhas da história na ginástica artística feminina na competição.

Por isso, segundo o COB, Rebeca segue em Tóquio até o fim do evento, não retornando ao Brasil com o restante da equipe da ginástica artística nesta quarta-feira. Seu treinador, Francisco Porath, também continua no Japão.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895