COI aprova mudança inédita e histórica no centenário lema olímpico

COI aprova mudança inédita e histórica no centenário lema olímpico

Membros da entidade decidiram por unanimidade a mudança no tradicional lema "Mais rápido, mais alto, mais forte" para adicionar a palavra "juntos"

AE

Novo lema fica "Mais rápido, mais alto, mais forte - juntos"

publicidade

A edição atípica da Olimpíada de Tóquio-2020 vai entrar para a história não só pelo lado negativo de uma pandemia que quase cancelou os Jogos, mas também por um marco anunciado nesta terça-feira que relembra o espírito olímpico e a fundação do evento na Era Moderna, em 1896. Em uma decisão inédita, na 138.ª Sessão do Comitê Olímpico Internacional (COI), em Tóquio, os membros da entidade aprovaram por unanimidade a mudança no tradicional lema "Mais rápido, mais alto, mais forte" para adicionar a palavra "juntos".

Dessa forma, o novo lema fica "Mais rápido, mais alto, mais forte - juntos". Em seu discurso, o presidente do COI, o alemão Thomas Bach, explicou a ligação entre a mudança e o lema original. "A solidariedade alimenta nossa missão de tornar o mundo um lugar melhor por meio do esporte. Só podemos ir mais rápido, só podemos almejar ir mais alto e só podemos nos tornar mais fortes permanecendo juntos, em solidariedade".

O lema olímpico foi adotado em 1894 com o lançamento do Movimento Olímpico a pedido do fundador Pierre de Coubertin, que queria um slogan que expressasse excelência no esporte. A atualização vem cerca de um mês depois de o COI, em movimento de promoção dos Jogos de Tóquio-2020, divulgar a campanha "Juntos Somos Mais Fortes", que mostra a atividade e a perseverança dos atletas em meio ao isolamento social provocado pela crise da covid-19.

O novo lema deve ser celebrado e explorado na cerimônia de abertura da Olimpíada de Tóquio-2020, nesta sexta-feira, e durante toda a competição, que vai até o dia 8 de agosto.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895