Equipe de natação do revezamento misto 4x50m é bronze em Tóquio

Equipe de natação do revezamento misto 4x50m é bronze em Tóquio

Daniel Dias ganha a 27ª medalha em paralimpíadas

Correio do Povo e Agência Brasil

O Brasil conquistou a medalha de bronze na prova de revezamento misto no 4x50 metros livre na Paralimpíada de Tóquio

publicidade

O Brasil conquistou na manhã desta quinta-feira medalha de bronze na prova de revezamento misto no 4x50 metros livre na Paralimpíada de Tóquio. Os nadadores brasileiros Daniel Dias (classe S5), Talisson Glock (classe S6), Joana Neves (classe S5) e Patrícia Pereira (classe S4) obtiveram o tempo de 2min24s82. As competições de natação acontecem no Centro Aquático de Tóquio, na capital japonesa. As classes S4, S5 e S6 são compostas de atletas com deficiência física-motora.

A medalha de ouro foi para a China, que bateu a marca de 2min15s49, se tornando novo recorde mundial. Já a prata foi para o quarteto italiano, que terminou a prova no tempo de 2min21s45.

Com o resultado no revezamento, o paulista Daniel Dias chegou a 27ª medalha na história das paralimpíadas. Em Tóquio 2020, ele já levou outros dois bronzes: na prova de 100 metros livre da classe S5 (deficiência física-motora) e nos 200 metros livre na classe S5 (deficiência física-motora).

No nado peito, o brasileiro Ruan Felipe Lima de Souza participou da prova dos 100 metros da classe SB9 (deficiência física-motora), também disputada nesta quinta-feira (26). O paratleta, que é natural de Taubaté e tem 29 anos, terminou em quinto lugar, com o tempo de 1min10s99.

Hipismo

O paulista Rodolpho Riskalla, montando Don Henrico, conquistou a inédita prata para o Brasil no adestramento paralímpico. O conjunto brasileiro teve 74,659% de aproveitamento, ficando atrás de Voets/Demantur N.O.P da Holanda, que fechou a apresentação com 76,585%. O bronze ficou com a belga Clayes/San Dior, com 72.853%.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895