Natasha Rosa encerra na 9ª posição do levantamento de peso feminino em Tóquio

Natasha Rosa encerra na 9ª posição do levantamento de peso feminino em Tóquio

Brasileira levantou 78 kg no arranco e 95 kg no arremesso, totalizando 173 kg

AE

Brasileira somou 173kg e encerrou na 9ª posição

publicidade

Liberada de última hora para disputar os Jogos Olímpicos de Tóquio, a brasileira Natasha Rosa ficou em nono lugar em sua categoria, até 49 kg, no levantamento de peso na madrugada deste sábado (pelo horário de Brasília). A medalha de ouro ficou com a chinesa Zhihui Hou, que bateu três recordes olímpicos na mesma disputa.
Leia Também

Acompanhe em tempo real tudo sobre a Olimpíada de Tóquio

Natasha levantou 78 kg no arranco e 95 kg no arremesso, totalizando 173 kg. Ela foi liberada para competir somente nesta semana pela Corte Arbitral do Esporte (CAS, na sigla em francês) após ser flagrada em exame antidoping. A brasileira cumpriu um mês de suspensão e foi liberada pelo tribunal, que aceitou os argumentos da sua defesa.

Seu teste havia apresentado hidroclorotiazida e eloraminofenamida, substâncias proibidas pela Agência Mundial Antidoping (Wada, na sigla em inglês), por serem diuréticos, que podem mascaras outras substâncias. A suspensão da brasileira foi confirmada em maio, às vésperas dos Jogos.

Mas a defesa alegou que ela havia consumido suplementos que tinham estas substâncias, mas que não estavam indicadas nos rótulos das embalagens. Neste sábado, ela fez sua estreia em Jogos Olímpicos. A pesista de 25 anos foi campeã sul-americana em 2019.

O ouro desta categoria ficou com Zhihui Hou, chinesa que brilhou neste sábado ao levantar 94 kg no arranco, 116 kg no arremesso, totalizando 210 kg. No arremesso, ela bateu o recorde olímpico três vezes, ao levantar 109 kg e 114 kg antes de alcançar os 116 kg. Sua marca no arranco e no total também são recordes olímpicos.

O pódio foi completado pela indiana Saikhom Mirabai, com a medalha de prata, e pela indonésia Cantikah Aisah, dona do bronze.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895