Pedri prevê final complicada contra o Brasil no futebol masculino

Pedri prevê final complicada contra o Brasil no futebol masculino

Meia espanhol tinha expectativas de realizar a final contra a seleção brasileira em Tóquio

AE

Pedri (à direita) recentemente tornou-se destaque na seleção espanhola

publicidade

A torcida para que a seleção brasileira de futebol masculina chegasse até a final nos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020 não foi apenas composta por compatriotas. O meia Pedri, da Espanha, declarou nesta quarta-feira que tinha expectativas de realizar a final contra o Brasil. "Gosto de jogar contra os melhores", disse o atleta.

"Desde o início, gostaria de chegar a uma final contra o Brasil, principalmente por chegar a uma final. Gosto de jogar contra os melhores. Vai ser uma partida complicada, eles jogam muito bem", relatou o jogador de 18 anos. Pedri recentemente tornou-se destaque na seleção espanhola e no clube que defende, o Barcelona. O jovem atleta afirmou que considera-se privilegiado pelas oportunidades que teve na última temporada.

"A verdade é que eu acho uma loucura. Que é impossível, logo em uma primeira temporada, ter a sorte de jogar tantas partidas em um clube como o Barcelona e na seleção do meu país. É um orgulho a cada dia", disse Pedri.

Sobre a atuação da seleção espanhola na Eurocopa, o meia afirmou que "não acabou como gostaríamos, mas ganhamos muita experiência com cada partida". Contudo, o atleta mostrou-se otimista sobre a preparação da equipe para o confronto contra o Brasil. "Estamos com os pés no chão, sabemos o que precisamos fazer e estamos estudando o rival para podermos fazer uma grande final", afirmou o meia.

O atleta ainda afastou qualquer dúvida sobre desgaste físico, após 73 partidas disputadas na temporada 2020-2021. Pedri confirmou que considera-se bem e em boa condição para representar seu país. "É normal que pensem que estou cansado. Joguei muitas partidas, mas tento descansar todos os dias e me cuidar. Sobre o descanso, o Barcelona é que decide. Estou me sentindo bem, sempre tento contribuir para a equipe o máximo possível e fazer o que o técnico pede em cada momento. Temos uma grande equipe nesta seleção, foi isso o que nos levou à final", concluiu.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895