Por falta de vento, regata da medalha com Martine e Kahena é adiada para terça-feira

Por falta de vento, regata da medalha com Martine e Kahena é adiada para terça-feira

Em segundo na classificação geral, brasileiras estão na busca do bicampeonato olímpico em Tóquio

Correio do Povo

Dupla brasileira está na luta pela medalha de ouro na prova

publicidade

A falta de vento obrigou os organizadores dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 a adiarem a medal race, a última regata da classe 49erFX de vela, que estava marcada para a madrugada dessa segunda-feira. A prova, que será realizada agora na terça, conta com a participação da dupla do Brasil, Martine Grael e Kahena Kunze, na luta pelo pódio. Em segundo na classificação geral, as brasileiras estão na busca do bicampeonato olímpico. O novo horário da prova ainda será comunicado. 

Em sua campanha até aqui, Martina e Kahena têm 70 pontos perdidos após 12 regatas disputadas. Suas principais concorrentes são as holandesas Annemiek Bekkering e Annette Duetz, que estão com 70 pontos também. E na sequência vem a dupla formada por Tina Lutz e Susann Beucke, da Alemanha, com 73. Quem terminar com menos pontos perdidos vence.

E a situação fica mais emocionante ainda porque a regata de medalha vale pontuação em dobro. São dez duplas e quem terminar a disputa em primeiro perde dois pontos, quem ficar em segundo perde quatro, e assim por diante. Pela diferença de pontos ser bem apertada, as brasileiras podem inclusive ficar fora do pódio caso façam uma regata ruim no último dia.

Isso porque o barco espanhol formado por Tamara Echegoyen Dominguez e Paula Barcelo Martin tem 77 pontos perdidos, um pouco à frente de Charlotte Dobson e Saskia Tidey, da Grã-Bretanha, com 81 pontos perdidos. Todas as cinco mais bem colocadas têm chance de conquistar a medalha de ouro. Se Martine e Kahena ficarem na quarta posição já garantem um lugar no pódio.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895