Tênis de mesa do Brasil perde para a Coreia do Sul e dá adeus aos Jogos de Tóquio-2020

Tênis de mesa do Brasil perde para a Coreia do Sul e dá adeus aos Jogos de Tóquio-2020

Saldo brasileiro nas Olimpíadas, no entanto, é positivo, com direito a uma classificação inédita

Carlos Corrêa

Calderano perdeu ontem sua partida, mas foi responsável por classificação inédita na disputa individual

publicidade

O tênis de mesa brasileiro deu adeus aos Jogos de Tóquio-2020 nesta madrugada. Diante da Coreia do Sul, os brasileiros perderam por 3 a 0 o confronto masculino por equipes nas quartas de final e foram eliminados. Os sul-coreanos, por sua vez, avançam às semifinais e na quarta-feira brigam por uma vaga na final.

Depois de vencer a Sérvia por 3 a 2 nas oitavas de final, o Brasil chegou para as quartas com um desafio ainda maior, diante de uma Coreia do Sul que tinha sobre si todo o favoritismo da partida. E nem demorou muito para que tal status fosse confirmada. Nas duas primeiras partidas, os sul-coreanos nem deram chance aos brasileiros. Primeiro, no jogo entre duplas, com vitória por 3 a 0 de Sangsu Lee e Youngsik Jeoung sobre Vitor Ishiy e Gustavo Tsuboi. Nem mesmo Hugo Calderano, que era a grande esperança verde e amarela de uma vitória no duelo, conseguiu impedir nova derrota. Se no torneio individual, Calderano havia eliminado o sul-coreano, agora Woojin Jang deu o troco e venceu, sem maiores dificuldades, por 3 a 0.

Coube a Gustavo Tsuboi a missão de tentar impedir a eliminação brasileira no jogo contra Youngsik Jeoung. E foi dele o melhor desempenho entre os brasileiros. Depois de perder o primeiro set, ele reagiu, e empatou a partida. Perdeu novamente o terceiro set, desta vez com um desempenho arrebatador de Jeoung, e precisou de atendimento médico, devido a dores no braço esquerdo. No retorno, quando parecia que tudo ia por água abaixo, o brasileiro reagiu e venceu por 11 a 8. No último, apesar das dores, seguiu heroicamente até o final, mas não conseguiu impedir a derrota por 11 a 17 e a definição no duelo entre os países por 3 a 0.

O saldo do Brasil nos Jogos não deixa de ser positivo, já que Hugo Calderano conseguiu uma marca histórica ao se classificar para as quartas de final, um feito nunca antes alcançado pelo Brasil. As finais do torneio de duplas masculino acontecem na próxima sexta-feira, às 7h30min (de Brasília). Já a decisão por equipes feminina ocorre um dia antes, na quinta-feira, também às 7h30min.

Veja Também

 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895