Wada recorrerá ao TAS antes do fim de semana para tratar caso russo

Wada recorrerá ao TAS antes do fim de semana para tratar caso russo

Rússia foi excluída dos Jogos Olímpicos por manipular dados do laboratório antidoping de Moscou para camuflar resultados

Por
AFP

Em 10 de dezembro, a Wada excluiu a Rússia dos Jogos Olímpicos por quatro anos por ter manipulado dados do laboratório antidoping de Moscou


publicidade

A Agência Mundial Antidoping (Wada) recorrerá "antes do fim de semana" ao Tribunal Arbitral do Esporte (TAS), entidade que julgará a exclusão da Rússia das competições internacionais imposta em dezembro, informaram nesta quarta-feira fontes próximas ao caso. Em 10 de dezembro, a Wada excluiu a Rússia dos Jogos Olímpicos por quatro anos por ter manipulado dados do laboratório antidoping de Moscou para camuflar os resultados dos exames antidoping dos atletas russos. Dias depois, a Agência Russa Antidoping (Rusada) apresentou uma impugnação contra as sanções na Wada, o que finalmente será julgado pelo TAS.

A Wada confirmou em 27 de dezembro ter recebido a notificação da Rusada e que, conforme o procedimento, recorreria ao TAS, última instância jurídica esportiva. A decisão deste tribunal será definitiva e terá que ser respeitada por todas as partes.


Caso o TAS confirme a exclusão da Rússia, os atletas considerados limpos poderão participar dos próximos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020 sob bandeira neutra, como foi o caso nos Jogos de Inverno de PyeongChang, em 2018.