Várias denúncias de abuso sexual contra ex-treinador de futebol base do FC Barcelona

Várias denúncias de abuso sexual contra ex-treinador de futebol base do FC Barcelona

Cerca de 60 ex-alunos afirmam que foram vítimas ou testemunhas de abusos sexuais cometidos por Albert Benaiges

AFP

publicidade

Várias pessoas denunciaram um veterano ex-treinador de futebol base do FC Barcelona por supostos crimes de abuso sexual que cometeu no centro escolar onde foi professor durante décadas. "Temos várias denúncias" há alguns dias sobre o caso, explicou um porta-voz dos Mossos d'Esquadra, a polícia regional catalã, que não especificou nem a quantidade, o conteúdo ou a data exata em que foram formalizadas. "Temos uma investigação aberta e a polícia vai esperar para ter um bom número de denúncias para depois levá-las à Justiça", acrescentou.

De acordo com a investigação publicada na sexta-feira pelo jornal catalão ARA, cerca de 60 ex-alunos da Escola Barcelona, um centro de educação básica da cidade, afirmam que foram vítimas ou testemunhas de abusos sexuais cometidos por Albert Benaiges durante mais de 20 anos. Além de ser professor de educação física da escola por 38 anos, até 2010, Benaiges foi também durante décadas um dos treinadores mais conhecidos do futebol base do FC Barcelona, conhecido por ser quem descobriu Andrés Iniesta.

Depois de alguns anos em vários clubes estrangeiros, há alguns meses voltou ao Barça como coordenador das categorias de base após o retorno de Joan Laporta à presidência em março. Durou apenas até o início de dezembro.

"Este senhor está desvinculado do Barça por motivos pessoais", respondeu Laporta brevemente no sábado à imprensa. "Estamos coletando todas as informações e quando as tivermos, nos pronunciaremos oficialmente", acrescentou antes de expressar no dia seguinte seu "apoio total a todas as possíveis vítimas desses atos condenáveis".

"O FC Barcelona está colaborando com os Mossos d'Esquadra com uma transparência máxima para esclarecer se algum desses atos aconteceu dentro de nossa entidade", acrescentou o presidente do Barça, que se comprometeu a dar um passo à frente caso identifique alguma irregularidade no clube. "Não nos esconderemos. Se for detectado algum caso, enfrentaremos com máxima transparência", afirmou.

Em fevereiro de 2019 outro escândalo parecido afetou o Atlético de Madri. O clube se desvinculou então de um de seus treinadores, que admitiou ter abusado sexualmente nos anos 1970 de um menino na escola em que trabalhava.


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895