Black Friday movimenta Centro de Porto Alegre

Black Friday movimenta Centro de Porto Alegre

Desde as primeiras horas do dia, consumidores formaram filas para adquirir produtos com descontos

Cláudio Isaías

Fila em loja da Capital

publicidade

O movimento de clientes é intenso no comércio de Porto Alegre durante a realização do Black Friday. Desde as primeiras horas da manhã de sexta-feira, os consumidores formaram filas nas lojas do Centro Histórico, principalmente naquelas localizadas nas ruas dos Andradas e Doutor Flores. Um dos locais mais procurados pelos consumidores é as Lojas Americanas, na rua dos Andradas, e a Magazine Luiza, na Doutor Flores.

Nas lojas Americanas, a equipe de segurança do estabelecimento comercial colocou grades para organizar a fila e permitir que os clientes pudessem entrar na loja. Muita gente chegou por volta das 5h na fila. A loja abriu às 6h e funciona até as 23h. Para evitar aglomeração, é permitida a entrada de 430 pessoas no estabelecimento comercial.

A dona de casa Eunice Maria Cardoso, moradora do bairro Teresópolis, chegou cedo ao Centro para comprar produtos de higiene e limpeza. Ela gastou um total de R$ 100, pagos à vista. "Estava esperando ansiosamente pelas promoções da Black Friday", ressaltou ela. A auxiliar administrativa Sandra Moraes, residente no bairro Santana, aproveitou a promoção para realizar a compra de copos, talheres e toalhas de banho e de rosto.    

Ouça:

Na Magazine Luiza da rua Doutor Flores, a todo momento era possível ver os clientes saindo com televisores, ventiladores e máquinas de lavar. A técnica em enfermagem Márcia Batista, moradora do bairro Glória, afirmou que estava esperando pelo dia de descontos no comércio. Ele chegou ao estabelecimento comercial por volta das 9h e acabou adquirindo um ventilador e uma panela de pressão. Os funcionários informam que os produtos mais procurados pelos consumidores são da linha branca (geladeiras, máquinas de lavar e secadoras) e televisão, equipamentos de som, computadores, telefones celulares, ventiladores e liquidificadores. O comércio de rua no Centro de Porto Alegre segue aberto até as 20h. 

Consumidor adquirindo produto na Black Friday | Foto: Guilherme Almeida

Fiscalização

O Procon de Porto Alegre está com uma equipe de fiscalização circulando pelo comércio nesta sexta-feira durante a realização da Black Friday. O objetivo da iniciativa é proteger os interesses do consumidor e dar orientações à população. "É muito importante que o consumidor esteja atento e faça uma compra responsável", afirmou o diretor do Procon, Wambert Di Lorenzo. Ele alertou para os cuidados quanto à veracidade das promoções, assim como as garantias do produto que está sendo adquirido. 

Veja Também

Smartphones e aparelhos eletrônicos devem seguir ocupando os postos principais do ranking de produtos mais vendidos na Black Friday, vindo a seguir eletrodomésticos, vestuários, calçados e cosméticos. Neste ano, a expectativa é de incremento no montante de vendas na Black Friday, que no Rio Grande do Sul, no ano passado, chegou próximo dos R$ 700 milhões, somando compras online e em lojas físicas. Em nível nacional, somente as vendas pelos canais online superam a casa dos R$ 4,7 bilhões, numa alta de 25% na comparação com 2019, segundo a Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Rio Grande do Sul (FCDL/RS).


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895