Confiança da indústria avança e aponta para recuperação, diz CNI

Confiança da indústria avança e aponta para recuperação, diz CNI

De acordo com a pesquisa, todos os 29 setores analisados têm expectativas otimistas para os próximos seis meses

R7

Porém, apenas cinco setores na indústria de transformação estão mais otimistas do que há um ano

publicidade

A confiança da indústria aumentou em 17 dos 29 setores pesquisados, de acordo com o ICEI (Índice de Confiança do Empresário Industrial), divulgado nesta sexta-feira pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Além disso, o único setor que registrava pessimismo em janeiro, o de produtos de limpeza, perfumaria e higiene pessoal, voltou a ficar otimista neste mês. Foram entrevistadas 2.222 empresas, sendo 912 de pequeno porte, 805 de médio porte e 505 de grande portem entre 1º e 10 de fevereiro.

No entanto, o que sustenta o ICEI positivo são as expectativas em relação a economia nos próximos seis meses. Todos os 29 setores analisados têm expectativas otimistas. 

Veja Também

Apesar do aumento da confiança, na comparação com fevereiro de 2021, apenas cinco setores na indústria de transformação estão mais otimistas do que há um ano. São eles: manutenção, reparação e instalação de máquinas e equipamentos; calçados; couros e artefatos de couros; bebidas e produtos diversos.

Os setores mais confiantes são: extração de minerais não-metálicos (60,5 pontos), produtos de metal (59,9 pontos, veículos automotores (59,8 pontos) e manutenção, reparação e instalação de máquinas e equipamentos (59,7 pontos).

O ICEI varia de 0 a 100 pontos. Valores acima de 50 pontos indicam confiança do empresário e quanto mais acima de 50 pontos, maior e mais disseminada é a confiança. Valores abaixo de 50 pontos indicam falta de confiança do empresário e quanto mais abaixo de 50, maior e mais disseminada é a falta de confiança.


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895