Fábrica da GM retoma produção parcial em Gravataí

Fábrica da GM retoma produção parcial em Gravataí

Após cinco meses de suspensão das atividades, apenas os profissionais do primeiro turno voltaram ao trabalho

André Malinoski

Após 5 meses de suspensão das atividades, apenas os profissionais do 1° turno voltaram ao trabalho

publicidade

O Complexo Industrial Automotivo da General Motors (GM) de Gravataí retomou o trabalho de produção nesta segunda-feira. O expediente envolve apenas os profissionais do primeiro turno (escala das 6h às 15h). Após cinco meses de suspensão das atividades por falta de suprimentos, especialmente de semicondutores, os funcionários reiniciaram o processo de fabricação dos automóveis Chevrolet Onix e Onix Plus, destaques da empresa.

Questionado pelo Correio do Povo sobre o sentimento pelo retorno ao serviço de tantos trabalhadores, o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Gravataí, Valcir Ascari, foi direto. “Não tem quem não fique angustiado com as pessoas em casa. Até para o Sindicato é ruim, porque precisamos do trabalhador para promover nossas mobilizações. A perspectiva desse retorno é boa para o comércio e para o município, pois a GM representa 45% da arrecadação de Gravataí”, afirmou.

Ascari comentou sobre o período de incertezas dos trabalhadores. “Houve demissões em toda categoria. Entre 600 e 700 pessoas do terceiro turno de trabalho estão em casa ainda, e isso há um ano e cinco meses. No início da pandemia ocorreram demissões nesse mesmo terceiro turno, e os profissionais do segundo turno da montadora permanecem em casa, com previsão de retorno apenas para outubro”, disse.

Dessa maneira, é com um certo alívio que acontece a retomada. Empregados de 14 empresas sistemistas, aquelas que fornecem os componentes para a montadora, iniciaram o treinamento no último dia 9. A fábrica conta com cerca de 5 mil funcionários.

A indústria recebeu investimentos entre 2017 e 2019 de R$ 1,4 bilhão para produzir os novos Onix e Onix Plus. Entre as melhorias feitas, está o prédio de injeção de polímeros, onde é realizado o processo de moldagem de para-choques.

Muitos processos também foram digitalizados e conceitos da indústria 4.0 aplicados (o termo engloba um amplo sistema de tecnologias avançadas como inteligência artificial, robótica, internet das coisas e computação em nuvem que estão mudando as formas de produção e os modelos de negócios no Brasil e no mundo). A linha 2022 do Novo Onix está disponível em dois tipos de carrocerias (hatch e sedã), três diferentes conjuntos mecânicos (1.0 MT6, 1.0 Turbo MT6 e 1.0 Turbo AT6) e conta com seis níveis de acabamentos, incluindo as versões RS, Midnight e Premier.

O presidente da GM América do Sul, Carlos Zarlenga, observou que “o Onix é o carro preferido do consumidor brasileiro, e o retorno da produção é importante, pois vamos começar a atender aos milhares de clientes que aguardam pelo produto nas concessionárias Chevrolet pelo país.”

Veja Também


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895