Guedes reconhece que crédito não chega a pequenas empresas e promete medidas

Guedes reconhece que crédito não chega a pequenas empresas e promete medidas

Segundo ministro, medidas do governo preservaram 8,5 milhões de empregos formais

AE

Ministro da Economia promete medidas para empresas menores

publicidade

O ministro da Economia, Paulo Guedes, reconheceu que o crédito não está chegando às micro, pequenas e médias empresas e prometeu novas medidas nas próximas semanas para resolver o problema em meio à pandemia do novo coronavírus.

"O crédito ainda não está chegando na ponta. Falta capital de giro, a demanda é muito maior que oferta", reconheceu, em webinar do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) sobre o novo mercado de gás. "O desempenho não é satisfatório. Vamos jogar uma nova rodada de programas de crédito", disse ele.

O ministro disse que as medidas do governo para reduzir salário e jornada de trabalhadores durante a pandemia preservaram 8,5 milhões de empregos formais. Segundo ele, a perda foi de 1 milhão de empregos, menor que nos Estados Unidos, por exemplo.

Guedes disse ainda que o enfrentamento da segunda onda da crise, que vai atingir a economia, depende das reações de toda a população. Ele citou como exemplo a importância de preservar pagamentos para fornecedores e empregados domésticos, mesmo que haja dificuldades.

 


Empresa familiar do RS ganha título de vinícola do ano

Vita Eterna de Pinto Bandeira usa processo artesanal para produzir

Mais Lidas





Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895