Plataforma virtual busca ajudar pequenos empreendedores nos desafios pós-pandemia

Plataforma virtual busca ajudar pequenos empreendedores nos desafios pós-pandemia

Site gaúcho "Supera" oferece ferramentas digitais, consultorias e capacitação sobre o setor econômico

Por
Cláudio Isaías

Site gaúcho oferece ferramentas digitais, consultorias e capacitação sobre o setor econômico


publicidade

Com o objetivo de auxiliar os negócios de Porto Alegre por meio de ferramentas digitais, consultorias e capacitação, a Prefeitura Municipal, o Pacto Alegre e a Aliança pela Inovação lançaram nesta quinta-feira o "Supera", uma plataforma on-line de apoio aos micro e pequenos empreendedores durante a pandemia da Covid-19. A iniciativa pretende discutir os desafios no pós pandemia e a projeção para a retomada econômica da Capital.

A proposta foi apresentada durante uma videoconferência pelo coordenador do Pacto Alegre, Luiz Carlos Pinto da Silva. Segundo ele, a estrutura foi organizada em quatro grupos para atender às necessidades dos empreendedores que são: quero fazer negócios, quero me atualizar, quero ajuda e ferramentas para o empreendedor. Segundo Daniela Brauner, da Escola de Administração da Ufrgs, disse que o portal foi criado pelo Pacto Alegre para apoiar e qualificar os negócios locais nesse momento de crise. "É um momento desafiador que exige criatividade, resiliência, muito empenho e união", destacou.

Conforme Silva, os empreendedores terão acesos gratuito a cursos e oficinas, mentorias em gestão e plataforma para divulgação de negócios. Além disso, haverá conteúdos em diferentes formatos (podcasts e programa online) e redes de de assessoria empresarial. Segundo Frederike Mette, da Escola de Gestão de Negócios da PUC-RS, afirmou que universidades, entidades e especialistas uniram esforços para conceber o "Supera" porque acreditam que os empreendedores de Porto Alegre podem sobreviver à crise. "A palavra do momento é esperança", ressaltou.

Participaram do evento, o presidente do Sindilojas de Porto Alegre, Paulo Kruse, o diretor superintendente do Sebrae/RS, André Vanoni de Godoy e o diretor regional do Sesc e Senac-RS, José Paulo da Rosa.

O presidente do Sindilojas Porto Alegre, Paulo Kruse, participou de uma reunião promovida pelo senador Luis Carlos Heinze (PP) onde foi discutida a liberação da linha de crédito do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe). A linha de crédito foi criada para atender micro e pequenas empresas que enfrentam dificuldades durante a crise do coronavírusl.

Serão beneficiadas as empresas com faturamento de até R$ 4,8 milhões por ano. De acordo com o Banco do Brasil, o Pronampe já está disponível no site da instituição. A Caixa também está operando o crédito e informa que, pela regra do programa, 80% dos recursos serão destinados a empresas com faturamento anual de até R$ 360 mil, e 20% para empresas com faturamento anual entre R$ 360 mil e R$ 4,8 milhões.


Os bancos Banrisul e Sicredi devem começar a operar a linha nos próximos dias. O Sindilojas Porto Alegre indica aos lojistas que procurem as instituições bancárias para aderirem ao programa. “É um auxílio que pode permitir a continuidade de muitas empresas do varejo na Capital. Nos colocamos à disposição para ajudar os lojistas que tiverem quaisquer dificuldades durante o processo”, acrescentou Kruse.