Primeiro semestre termina com 93,1 mil novas vagas de trabalho no RS

Primeiro semestre termina com 93,1 mil novas vagas de trabalho no RS

Conforme Caged, Estado teve alta no número de novos postos de emprego em junho

Correio do Povo

Saldo na abertura de empregos formais é o maior dos últimos dois meses

publicidade

O Rio Grande do Sul gerou em junho deste ano 11.446 vagas de emprego com carteira assinada, sendo 98.822 contratações e 87.376 demissões. O índice contabilizado pelos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta quinta-feira, é o maior dos últimos dois meses no Estado.

No acumulado do ano, entre janeiro e junho, o RS registrou saldo de 93.139 vagas de emprego. O estado gaúcho ficou em quinto lugar entre as demais unidades federativas e com a menor variação, em relação ao mês de maio, entre os estados da região Sul. 

Em nível nacional, o país gerou 309.114 postos de trabalho em junho deste ano, resultado de 1.601.001 admissões e de 1.291.887 desligamentos de empregos com carteira assinada. No acumulado de 2021, o saldo positivo é de 1.536.717 novos trabalhadores no mercado formal. A geração de empregos no último mês foi puxada pelos serviços, com 631,6 mil vagas, seguida pela indústria com 340,2 mil vagas. 

O estoque de empregos formais no país, que é a quantidade total de vínculos celetistas ativos, chegou a 40.899.685 em junho, o melhor índice mensal para o mês desde 2015.

Em todo o país, o salário médio de admissão em junho de 2021 foi de R$ 1.806,29. Comparado ao mês anterior, houve redução real de R$ 1,59 no salário médio de admissão, uma variação negativa de 0,09%.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895