Venda de veículos novos sobe 11,6% em maio ante abril, diz Fenabrave

Venda de veículos novos sobe 11,6% em maio ante abril, diz Fenabrave

Comercialização em comparação com igual período de 2019, porém, caiu 74,6%

AE

Venda de carros respira um pouco durante pandemia

publicidade

O fundo do poço para o mercado de veículos novos no Brasil durante a pandemia do novo coronavírus parece já ter passado. Em maio, segundo mês de concessionárias fechadas em vários estados, as vendas somaram 62,2 mil unidades, alta de 11,6% em relação a abril, que registrou 55,7 mil licenciamentos, de acordo com balanço divulgado nesta terça-feira pela Federação Nacional de Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).

Na comparação com maio do ano passado, contudo, as vendas ainda despencam, com retração de 74,6%.

De janeiro a maio, o tombo é de 37,7%, com a venda de 675,9 mil veículos, em conta que considera os segmentos de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus.

Entre os veículos leves, que representaram 90% do mercado em maio, as vendas somaram 56,6 mil unidades, baixa de 75,8% ante igual mês do ano passado, mas alta de 10,8% em relação a abril. No acumulado do ano, são 640,5 mil unidades emplacadas, queda de 38,1% na comparação com igual período de 2019.

No caso dos pesados, o mercado de caminhões registrou 4,7 mil emplacamentos no quinto mês do ano, queda de 48,5% na comparação com igual mês do ano passado, mas com crescimento de 21,1% em relação a abril. No acumulado do ano, são 28,8 mil unidades vendidas, recuo de 26%.

No segmento de ônibus, os emplacamentos somaram 822 unidades, contração de 60,8% em relação a maio do ano passado, mas avanço de 78,7% ante abril. De janeiro a maio, foram vendidas 6,5 mil unidades, recuo de 36,7%.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895