Venezuela pediu ao FMI US$ 5 bilhões para conter coronavírus

Venezuela pediu ao FMI US$ 5 bilhões para conter coronavírus

Ajuda solicitada por Maduro é a primeira feita pelo país desde 2001

AFP

Pandemia, até então, causou 33 pacientes na Venezuela

publicidade

O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, pediu ao Fundo Monetário Internacional (FMI) uma ajuda de US$ 5 bilhões para lidar com o novo coronavírus, segundo uma carta à diretora-gerente do organismo, Kristalina Georgieva, divulgada nesta terça-feira.

Em sua carta, Maduro pediu ao FMI que considerasse conceder a ele "um mecanismo de financiamento por 5 bilhões de dólares do fundo de emergência do Instrumento de Financiamento Rápido", diz a carta divulgada no Twitter pelo ministro das Relações Exteriores Jorge Arreaza.

Esses recursos, segundo Maduro, "contribuirão significativamente para fortalecer nossos sistemas de detecção e resposta" diante da pandemia que até agora causou 33 pacientes na Venezuela.

Essa ajuda solicitada por Maduro ao FMI é a primeira feita pela Venezuela desde 2001. A última visita de uma missão técnica da agência a Caracas foi em 2004. Consultado pela AFP, o FMI não comentou o pedido.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895