Ônibus circulam lotados em Porto Alegre
capa

Ônibus circulam lotados em Porto Alegre

Reabertura do comércio, principalmente no Centro Histórico, gera grande movimento em horários de pico

Por
Cládio Isaías

Agentes orientam a população sobre as medidas de higiene e conduta.


publicidade

Os ônibus de Porto Alegre, com a reabertura do comércio, principalmente no Centro Histórico, estão circulando lotados nos horários de pico - começo da manhã e final de tarde. Nos terminais da Praça Parobé - ao lado do Mercado Publico -, da rua Uruguai, e da avenida Salgado Filho, a movimentação de passageiros aumentou nos últimos dias. No terminal Parobé, um dois mais movimentados da cidade, as pessoas que embarcam nos coletivos tomam alguns cuidados ,como foi o caso da técnica em informática Elisete Soares, moradora do bairro Azenha, que sempre carrega na bolsa álcool em gel e máscaras. "Percebi um aumento de passageiros nos ônibus. Em função disso, procuro ficar sentar na janela e deixá-la aberta. Essa é uma maneira de se proteger", ressaltou.

Já  auxiliar administrativa Renata Cezimbra, residente no bairro Agronomia, disse que quando não consegue sentar perto da janela pede para que a pessoa que está no local abra uma "fresta" para melhorar a circulação de ar no ônibus. "Os passageiros estão colaborando e estão abrindo mesmo com as baixas temperaturas dos últimos dias", destacou. No terminal da avenida Salgado Filho, a técnica em enfermagem Elisandra Souza Batista, moradora do bairro Medianeira, disse que sempre procura evitar os horários de grande movimento de passageiros. "É uma alternativa nesses tempos de pandemia do coronavírus evitar aglomerações", acrescentou. Ela afirmou ainda que, na medida do possível, busca utilizar ônibus que não estejam tão cheios para chegar até o trabalho em uma clínica no bairro Petrópolis.

A Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) e o gabinete da primeira-dama iniciaram uma ação contra a Covid-19 nos ônibus de Porto Alegre. No terminais de ônibus, os agentes procuram orientar a população sobre as medidas de higiene e conduta. No terminal Parobé, foi feita a distribuição de máscaras aos passageiros do transporte coletivo que não tinham o material de proteção, obrigatório para a circulação nos veículos. O secretário extraordinário de Mobilidade Urbana, Rodrigo Tortoriello, disse que a ideia é tornar as medidas adotadas como cotidianas: o uso da máscara, a distância na fila, fazer higienização antes de entrar e depois de sair do ônibus. "Essas ações precisam fazer parte da nossa rotina", ressaltou.  As atividades do “Azulito Contra o Corona”, mascote da EPTC, devem ocorrer pelo menos duas vezes por semana, em diferentes terminais da cidade.


Já a Associação dos Transportadores de Passageiros (ATP) informou que, desde o início da pandemia da Covid-19, as empresas passaram a adotar medidas mais rigorosas de higienização. Inclusive, foram colocadas equipes para fazer a limpeza interna nos ônibus durante o intervalo das viagens. Os coletivos, ainda segundo a ATP, estão circulando com janelas abertas e com um número máximo de 10 passageiros em pé, conforme decreto municipal. Além do uso da máscara, os passageiros estão sendo orientados a manter distância nos locais de embarque e aconselhados a optar pelo pagamento com o Cartão Tri, por este ser de uso pessoal, ao contrário do dinheiro que passa por diversas mãos, aumentando a chance de contágio.