Associação de crianças e adolescentes surdos precisa de doações

Associação de crianças e adolescentes surdos precisa de doações

Atualmente, a entidade atende aproximadamente 300 famílias por mês

André Malinoski

Além de cestas básicas, a Associação de Crianças e Adolescentes Surdos do Rio Grande do Sul também precisa de agasalhos para as cerca de 300 famílias que atende

publicidade

A Associação de Crianças e Adolescentes Surdos do Rio Grande do Sul (ACAS-RS) promoveu a distribuição de cestas básicas e roupas para famílias que têm jovens com deficiência auditiva, na tarde de sábado, no Centro de Porto Alegre. A associação, privada e sem fins lucrativos, existe desde 2018 e atende, acolhe e educa jovens que não escutam.

“Temos feito ações sociais desde o início da pandemia no ano passado. Doamos agora 15 cestas, 11 repassadas para nós por uma agência da Caixa Econômica Federal e quatro doadas por nossa própria diretoria. Também entregamos algumas peças de roupas dadas pela prefeitura da Capital. Essas cestas não atenderam às necessidades mínimas. Temos fila de espera e as pessoas estão passando fome”, explicou a presidente da ACAS-RS, Carla Brum, que é mãe de um adolescente de 14 anos com deficiência auditiva.

Conforme diz a presidente da ACAS-RS, “as crianças e adolescentes surdos enfrentam dificuldades até em pedir ajuda, porque as pessoas não conhecem a Língua Brasileira de Sinais (Libras)”. Outro ponto destacado por Carla Brum é que o atendimento é estendido também para os demais familiares, muitos desempregados em função da pandemia da Covid-19.

“Atualmente, atendemos aproximadamente 300 famílias por mês. O desemprego aumentou e as cotas para os surdos diminuíram. Precisamos de cestas básicas e agasalhos, pois as doações são poucas”, pede.

Quem puder ajudar, o ponto de entrega fica no Centro de Vida Saudável, que cede o espaço para as ações da ACAS-RS, localizado na rua Coronel Vicente, 573, no Centro de Porto Alegre. As doações podem ser feitas em horário comercial (exceto às sextas-feiras, quando o funcionamento vai até as 11h30min). O telefone para contato é (51) 98230-1248 e o e-mail é acasdors@gmail.com. Mais informações no Facebook da associação.


Mais Lidas

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895