Calor histórico se aproxima, e máximas devem chegar aos 40°C no RS nesta quinta

Calor histórico se aproxima, e máximas devem chegar aos 40°C no RS nesta quinta

Região Sul do Estado deve registrar temporal e pode ter queda de granizo

MetSul Meteorologia

Calor histórico atinge o Estado nesta semana

publicidade

A onda de calor histórico se aproxima do Rio Grande do Sul, e as máximas devem ser altas pelo RS nesta quinta-feira. Nas regiões Oeste, Centro e Metade Norte, a temperatura se aproxima dos 40°C.

De acordo com a MetSul Meteorologia, deve haver temporal na região Sul, com chance de granizo isolado. Da tarde para a noite, o calor traz chuvas para outras regiões, com possibilidade de tempestade e ventos fortes.

Por conta da nebulosidade, a região de Porto Alegre não sofrerá tanto com o calor. Na Capital, a mínima deve ser de 21°C, e a máxima fica nos 32°C.

Brasil torra e pode ter maior temperatura da sua história

Recordes históricos de calor de décadas caem como dominós no Brasil, Paraguai e no Norte da Argentina e o pico da extraordinária onda de calor que a MetSul Meteorologia alertou ocorreria nesta semana ainda está por se dar até o sábado. Cidades dos três países que tiveram recordes quebrados nos últimos dias vão ter novamente quebra de suas marcas extremas.

Um dos recordes que pode cair e seria fato histórico notável é o de maior temperatura já registrada no Brasil, oficialmente pertencente ao município de Bom Jesus do Piauí de 44,7ºC em 21 de novembro de 2015. Na quarta, antes mesmo desta impressionante onda de calor atingir o seu auge, a máxima em Água Clara e Coxim, no Mato Grosso do Sul, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, atingiu 44,1ºC.

No Mato Grosso, a máxima na estação automática de Cuiabá foi de 43,7ºC. Em Goiás, os termômetros indicaram 41,3ºC em São Simão. Nos próximos dias, a MetSul projeta 44ºC a 46ºC nas áreas mais quentes do Centro-Oeste, não se afastando até 47ºC em cidades sem monitoramento meteorológico.

Em São Paulo, a capital paulista teve quarta o segundo dia mais quente da sua história com 37,1ºC no Mirante de Santana, que tem registros desde 1943. As maiores máximas agora são 37,8ºC em 17/10/2014, 37,1ºC em 30/9/2020, 37,0ºC em 20/1/1999, 36,7ºC em 19/01/1999 e 21/1/1999, e 36,6ºC em 31/10/2012. E o recorde de 2014 pode cair.

O interior paulista torrou com 41,9ºC em Lins, 41,7ºC em Jales, 41,5ºC em Dracena, 41,3ºC em Votuporanga, 41,0ºC em Barretos, 40,7ºC em Presidente Prudente e 40,4ºC em Bauru. Algumas destas máximas são recordes desde a abertura das estações. Máximas de 42ºC a 44ºC devem ocorrer no restante da semana no estado paulista, onde o recorde histórico estadual de 43,0ºC em Iguape, de 3 de fevereiro de 1933, pode ser superado.

Em Minas Gerais, a máxima foi de 41,0ºC em Campina Verde e 40,7ºC em Ituiutaba. Uberlândia teve o dia mais quente da sua história terça com 37,7. Nos próximos dias, 42ºC a 44ºC no Triângulo Mineiro.

No Paraná, máximas nessa quarta de 42ºC em Baixo Iguaçu, 41,0ºC em Loanda, 40,0ºC em Umuarama, 40,6ºC em São Miguel do Iguaçu, 39,3ºC em Londrina, 39,2ºC em Maringá e 38,9ºC em Campo Mourão, segundo o Simpar. O calor aumenta ainda mais no Paraná com previsão de 43ºC a 44ºC. Curitiba pode ter o dia mais quente da sua história.

No Rio Grande do Sul, fez 38,6ºC em Santa Rosa e 37,7ºC em São Luiz Gonzaga. Quinta, estão previstos 39ºC a 41ºC no Noroeste gaúcho.

Há uma gigante bolha de ar quente sobre a América do Sul, uma cúpula de calor ou “heat dome” em Inglês, em que uma área de alta pressão em altitude gera movimentos de subsidência (descendente) na atmosfera com calor extremo e tempo muito seco. A magnitude do calor é semelhante a de ondas excepcionais de calor na Califórnia e Austrália.

Mínimas e máximas no RS

Vacaria 17°C / 31°C
São Miguel das Missões 23°C / 40°C
Santa Rosa 24°C / 41°C
Santa Maria 22°C / 36°C
Uruguaiana 24°C / 38°C

 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895