Chuva provoca alagamento na Zona Norte de Porto Alegre

Chuva provoca alagamento na Zona Norte de Porto Alegre

Moradores e comerciantes relataram diversos problemas em decorrência da precipitação desta sexta-feira

Felipe Samuel

Chuva provocou alagamentos na Zona Norte da Capital

publicidade

A chuva que atingiu Porto Alegre durante todo o dia deixou semáforos inoperantes, causou falta de luz e provocou acúmulo de água em alguns pontos da cidade. A Defesa Civil municipal informou que o volume de chuva registrado até o início da noite desta sexta-feira foi de 46,4 milímetros, quase metade da média histórica de maio, que é de 118 milímetros.

Na Zona Norte, o cruzamento da avenida Sarandi com a rua Zeferino Dias foi tomado pelas águas do Arroio Sarandi, que transbordou e invadiu calçadas. Muitos carros que tentaram acessar a avenida Assis Brasil precisaram dar a volta e procurar alternativas. Um automóvel tentou enfrentar o alagamento e acabou sofrendo pane.

Moradores e comerciantes afirmam que os problemas provocados por chuvas mais intensas são recorrentes e sempre resultam em alagamentos. Funcionário de uma oficina na avenida Sarandi, Vilmar Barcelos garante que todos na região reclamam dos seguidos problemas de transbordamento do córrego. "Trabalho há três anos aqui. É sempre assim, qualquer chuvinha é isso, a água vem até aqui em cima. Isso causa um prejuízo grande para a loja", afirma.

Conforme Barcelos, mais do que os contratempos causados pelas chuvas, moradores e comerciantes são obrigados a limpar o rastro de sujeira que fica pelas calçadas. "Todo mundo reclama. O vizinho aqui do lado estava limpando com a vassoura e a mangueira", assinala. Em meio à chuva, uma máquina retroescavadeira a serviço do Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU) trabalhava no local para retirar o lixo acumulado no trecho.

Responsável do DMLU pelo setor Norte, Jadir da Silva Rodrigues estava no local para acompanhar a remoção dos entulhos. "Tem muito lixo, o pessoal faz descarte irregular e aí entupiu a saída da água na ponte. Trouxemos a máquina para fazer limpeza", afirma. Um morador que passava pelo local reclamou que há uma semana pediu para o DMLU para limpar uma parte do córrego.

Chefe de equipe operacional da Defesa Civil municipal, Cesar Franke explica a região mais afetada pela chuva foi a Zona Norte, com pontos de alagamentos total e parcial. "Houve acúmulo do arroio no nível mais alto próximo ao cruzamento com a Zeferino Dias", destaca. Durante o dia, a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) orientou o trânsito em vários pontos da Capital, como no cruzamento da rua Barros Cassal com a Irmão José Otão, no Centro da cidade.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895