Em meio ao feriado, cidades gaúchas contabilizam estragos do temporal

Em meio ao feriado, cidades gaúchas contabilizam estragos do temporal

Chuva de granizo destelhou casas e volume de chuva alagou hospital em Tramandaí

Rádio Guaíba

Corredor do Hospital de Tramandaí ficou alagado

publicidade

O feriado de 20 de setembro está sendo marcado, em algumas cidades do Rio Grande do Sul, pela recuperação dos estragos causados pelo temporal que atingiu municípios da Região Metropolitana, Serra e Litoral. A queda de granizo, ventos fortes e altos acumulados de chuva trouxeram transtornos aos moradores entre a tarde e noite desse domingo.

Em Porto Alegre, a Defesa Civil municipal atendeu dez ocorrências. A maioria nos bairros São José, Maria da Conceição e Lomba do Pinheiro, na zona Leste da cidade. De acordo com o chefe da equipe operacional da Defesa Civil de Porto Alegre, César Franke, algumas casas ficaram destelhadas em razão do vento e da queda de granizo. O órgão auxiliou as famílias ainda na noite passada com a distribuição de 230 metros de lona.

Pelo interior do Estado, os estragos foram mais expressivos nas cidades de Bom Jesus e São José dos Ausentes, nos Campos de Cima da Serra. Em Bom Jesus, segundo a Defesa Civil do Estado, 35 residências foram danificadas com a queda de granizo. As localidades mais atingidas foram: Arrepio e Hortêncio Dutra. A Defesa Civil distribuiu 1,2 mil lonas e cadastrou os moradores atingidos. Não há informações de feridos ou de mortes.

Em São José dos Ausentes, a queda de granizo danificou ao menos 300 casas ainda durante a tarde desse domingo. A Defesa Civil distribuiu 4,8 mil metros de lonas para as residências afetadas. De acordo com prefeito Ernesto Boeira, a cidade precisa de doações de cobertores, colchões e travesseiros. Os donativos podem ser entregues na sede da prefeitura. O executivo também pede ajuda dos moradores para que voluntários auxiliem no recebimento das doações e entregas às famílias atingidas.

No litoral Norte, a cidade de Tramandaí ficou com ruas e avenidas alagadas. A chuva danificou parte do telhado do Hospital Tramandaí, administrado pela Fundação Hospitalar Getúlio Vargas. Em nota, a gerência da instituição disse que providenciou o remanejamento de pacientes dentro do próprio hospital que teve o corredor de acesso à emergência bastante prejudicado. Além disso, cinco pacientes clínicos, em estado estável, foram transferidos para o Hospital Beneficente São Vicente de Paulo, de Osório.

Falta de Luz

O temporal também deixa milhares de clientes sem energia elétrica no Rio Grande do Sul. De acordo com a última atualização da CEEE-Equatorial, na madrugada desta segunda-feira, cerca de 25 mil consumidores ainda estavam desabastecidos. Os problemas estavam concentrados em Porto Alegre, Litoral e na região Central do Estado. No auge do temporal, mais de 74 mil pontos ficaram sem luz.

Procurada pela reportagem, a RGE informou que não há registro de ocorrências relevantes na sua área de concessão.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895