Encontrada em Galápagos tartaruga da linhagem de George, o Solitário

Encontrada em Galápagos tartaruga da linhagem de George, o Solitário

Quelônio encontrado é uma jovem fêmea de uma espécie considerada extinta na ilha Pinta

AFP

Cientistas encontraram 30 tartarugas ao seguir os passos de piratas e baleeiros pelo vulcão Wolf

publicidade

Uma expedição científica encontrou em Galápagos uma tartaruga com "alta carga genética" da espécie a que pertenceu o famoso George, o Solitário, o último exemplar de sua variedade, informou nesta sexta-feira o Parque Nacional Galápagos (PNG). A tartaruga encontrada é uma jovem fêmea e considerada de "alta prioridade por possuir alta carga genética da especie 'Chelonoidis abingdonii'", um tipo de tartaruga gigante considerada extinta na ilha Pinta e à qual pertencia George, informou o Parque em comunicado.

O quelônio foi encontrado durante uma expedição realizada no vulcão Wolf, na ilha Isabela. Além desse animal, guardas florestais e cientistas do PNG e da organização Galapagos Conservancy localizaram outras 29 tartarugas (11 machos e 18 fêmea) que têm "linhagem parcial" da espécie "Chelonoidis niger", considerada extinta na Ilha Floreana.

Os especialistas estimam que a tartaruga parente do emblemático George, que morreu em 2012 depois de se negar a conviver em cativeiro com fêmeas de subespécies relacionadas, "poderia ser descendente direta de um indivíduo puro, ou que possivelmente ainda habite em algum lugar" nas proximidades do vulcão Wolf.

As 30 tartarugas coletadas durante a expedição de 10 dias foram trasladadas ao centro "Fausto Llerena" na ilha Santa Cruz. Após superar uma quarentena, os exemplares parentes da espécie "Chelonoidis niger" se somarão ao programa de reprodução em cativeiro.

O PNG indicou que avaliará as ações que tomará com a tartaruga relacionada com a espécie da ilha Pinta.

Os cientistas encontraram os 30 exemplares ao seguir os passos de piratas e baleeiros pelo vulcão Wolf, lugar onde costumavam abandonar as tartarugas quando se tornava necessário reduzir a carga dos barcos. O PNG calcula que nesse vulcão há entre 10.000 e 12.000 tartarugas em uma superfície de 600 quilômetros quadrados.

As tartarugas gigantes dão nome ao arquipélago equatoriano de Galápagos considerado Patrimônio Natural da Humanidade e reserva da biosfera por sua flora e fauna únicas no mundo. Em Galápagos, que inspirou a teoria da evolução das espécies de Charles Darwin, há onze variedades de tartarugas gigantes após a extinção de outras quatro.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895